A Copa é Amarela! Brasiliense vence Remo nos pênaltis e se sagra campeão


Por Danilo Queiroz e Victor Parrini

No primeiro tempo, o Remo encurralou o Brasiliense no campo defensivo. Com isso, a vantagem conquistada pelo time amarelo no Distrito Federal foi dizimada com 25 minutos. Enfrentando dificuldades de sair para o ataque, o clube candango chutou poucas vezes ao gol. Na etapa final, a proposta do Jacaré era de buscar o empate. O gol saiu logo no início, aos quatro minutos, com Zé Love, de cabeça. Na sequência da partida, Balotelli foi expulso e, em cobrança de falta, Jansen recebeu a bola e decretou o 2×1 Remo-PA. Com isso, o campeão da Copa Verde 2020 foi decidido nos pênaltis. Melhor para o Jacaré, que mostrou eficiência e, ainda, contou com erro do adversário.

Leão acua o Jacaré

Cerca de 1h antes da bola rolar, uma chuva torrencial atingiu Belém (PA). Com isso, o gramado do Mangueirão ficou pesado e atrapalhou o início dos trabalhos dos times. Precisando do resultado, o Remo ficou mais tempo no campo de ataque. Aos 10, Sandy furou e a bola caiu nos pés de Hélio. Sucuri fez boa defesa. Aos 12, Lucas Siqueira recebeu na entrada da área e chutou. A bola desviou na zaga e o goleiro amarelo novamente se esticou para pegar. O Brasiliense apareceu no campo ofensivo somente aos 19, quando Balotelli tentou de longe, mas isolou.

Aos 25, o Remo abriu o placar. Gedoz cruzou falta da intermediária e Fredson apareceu, livre, para empatar o agregado da final. Nos minutos seguintes, o camisa 10 colocou nova bola na área, mas o ataque remista se atrapalhou na hora de finalizar. Com as linhas avançadas, o Leão dificultava as tentativas de avanço do Jacaré. Com 31, Hélio passou por Badhuga, mas ninguém apareceu para completar o cruzamento. Parando o jogo com faltas, o Jacaré tinha três nomes amarelados antes dos 35 minutos. Com espaço, o Remo voltou a assustar.

Com 36, a bola atravessou a defesa amarela e encontrou Wellington Silva. O lateral-direito chegou chutando, mas errou o alvo. Na sequência, o Brasiliense conseguiu ficar um tempo no ataque, mas descolou somente um escanteio não aproveitado. Aos 40, o Remo armou nova blitz, mas esbarrou na zaga do Jacaré. Na primeira grande chance amarela, Zé Love foi travado e mesmo assim levou perigo. Aos 44, o time candango chegou novamente. Aldo pegou sobra, mas acertou os marcadores no chute. Na jogada seguinte, Augusto ficou livre após novo erro amarelo. Sucuri, outra vez, salvou.

Brasiliense se segura

Precisando buscar o gol de empate para evitar a decisão por pênaltis, o Brasiliense aproveitou a primeira oportunidade de ataque para deixar tudo igual. Logo aos quatro minutos, em jogada pelo lado direito, Diogo avançou, cruzou e encontrou Zé Love, que subiu mais que toda a defesa paraense, empurrando a bola para o fundo das redes: 1×1. Com o marcador no Mangueirão igualado, a equipe do Distrito Federal respirou, trocou passes e chegou mais ao ataque do Remo-PA, coisa rara na primeira etapa.

Aos 14 minutos, Balotelli, que já estava com cartão amarelo, cometeu falta pelo lado direito da defesa do Jacaré. Dessa forma, o volante recebeu o segundo cartão e foi expulso de jogo. Na cobrança de falta, Gedoz colocou a bola na área, Fredson desviou e Jansen concluiu chutando para o fundo do gol: 2×1. Aos 19’, o Brasiliense tentou responder com Zotti, que arriscou um chute de fora da área, porém, sem muita força e sem perigo para o goleiro Vinicius.

Com um jogador a menos em campo, os donos da casa controlavam bem as ações do jogo, pressionando o Brasiliense em seu campo de defesa. Aos 33 minutos, rondando a área amarela, Dioguinho arriscou a finalização, que assustou a zaga candanga ao atingir o travessão. A equipe do DF respondeu aos 37’, quando Romarinho também arriscou um chute de fora da área, mas sem êxito. Mesmo acuado, aos 48, Romarinho avançou pelo lado esquerdo, cruzou rasteiro para Jefferson Maranhão, que se esticou todo, porém, finalizou para fora. Apesar do sufoco, o Brasiliense segurou o resultado e a decisão  se encaminhou para as penalidades.

Pênaltis

Peu abriu a sequência de cobrança de pênaltis, convertendo. Gedoz foi o primeiro a cobrar para equipe Paraense, marcando e deixando tudo igual. Aldo foi a segunda batida do Brasiliense, que também não desperdiçou. Na sequência, Sucuri defendeu o chute de Siqueira. Posteriormente, Sandy bateu mal e Vinicius impediu o gol. Com isso, Lailson foi para a batida e converteu mais um para o Remo. Logo após, Jefferson Maranhão foi para a cobrança e não deu chances para o goleiro paraense. A quarta penalidade do Remo-PA foi de Wallace, que não desperdiçou.

A quinta batida para equipe do DF foi de Romarinho, que bateu seguro e anotou mais um. Fechando as cinco primeiras cobranças, Jansen não desperdiçou para os donos da casa. Nas alternadas, Diogo abriu a série e marcou o primeiro do Jacaré. Posteriormente, Wellington Silva foi para a cobrança e desperdiçou. O jogador remista isolou a bola e decretou Brasiliense campeão da Copa Verde 2020.

O que vem por aí

Com o título sofrido, nos pênaltis, o Jacaré assegurou vaga na 3ª fase da Copa do Brasil 2021. Já o próximo compromisso do Brasiliense será no domingo (28/2), quando encara o Samambaia, às 15h30, no estádio Serejão, em confronto válido pela 2ª segunda do Campeonato Candango. Vale lembrar que, devido às finais da Copa Verde 2020, o Jacaré está com uma partida a menos no campeonato do Distrito Federal.

REMO-PA 2
Vinícius; Wellington Silva, Fredson , Rafael Jansen e Marlon (Lailson); Pingo (Dioguinho), Lucas Silveira e Felipe Gedoz; Hélio, Wallace, Augusto (Tiago Miranda). Técnico: Paulo Bonamigo
Pênaltis: Gedoz – Siqueira – Lailson – Wallace – Jansen – Wellington Silva

BRASILIENSE 1
Edmar Sucuri; Diogo, Badhuga , Keynan e W. Balotelli ; Aldo, Sandy e Zotti (Gustavo Henrique); Maicon Assis (Romarinho), Luquinhas (Peu) e Zé Love (Jefferson Maranhão). Técnico: Vilson Tadei
Pênaltis: Peu – Aldo – Sandy – Jefferson Maranhão – Romarinho – Diogo

O post A Copa é Amarela! Brasiliense vence Remo nos pênaltis e se sagra campeão apareceu primeiro em Distrito do Esporte.

Fonte: distritodoesporte.com
Author: Victor Parrini

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Facebook

Idiomas: