Brasileirão Feminino terá uma nova divisão em 2022


Por Lucas Espíndola

Na manhã desta terça-feira (18/05), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou a criação de uma nova divisão para o futebol feminino, o Campeonato Brasileiro Série A3, o terceiro escalão nacional. Com essa mudança para 2022, o número de equipes participantes nestas competições nacionais terá um aumento significativo. Enquanto em 2021, 52 times participam das duas primeiras divisões nacionais, este número aumentará para 64 equipes participantes.

A criação da Série A3 passa por uma política de acelerar o desenvolvimento do futebol feminino no Brasil e, com isto, 2022 contará com quatro campeonatos adultos – o Campeonato Brasileiro Série A1, A2 A3 e a Supercopa do Brasil. Além dos torneios de base, como o Brasileirão Feminino Sub-18, Sub-16 e a Liga de Desenvolvimento da Conmebol, abrangendo as categorias Sub-16 e Sub-14. Aline Pellegrino, Coordenadora de Competições Femininas da CBF, falou um pouco sobre a nova divisão.

“Vivemos um momento de muita maturidade das competições adultas femininas, com o aumento da competitividade entre os clubes e uma visibilidade cada dia maior. Permitindo que novas equipes ingressem no circuito nacional de competições, a divisão A-3 ajudará muito no aumento do mercado de trabalho para as atletas, além de incentivar o fortalecimento das categorias de base dos clubes, que ganham um calendário maior e mais estruturado”, destacou Aline.

Formato da Série A3

O Campeonato Brasileiro Série A3 terá um novo critério para a classificação dos clubes. O torneio contará com participantes dos 26 estados e o Distrito Federal, assim abrangendo todo o território brasileiro. Serão os 27 campeões estaduais, somados aos quatro clubes melhores posicionados no Ranking Nacional de Clubes de Futebol Masculino de 2022 e mais um clube da federação melhor colocada no Ranking Nacional de Federações do Futebol Feminino de 2022.

Caso a equipe campeã estadual na temporada 2021 já esteja classificada para o Brasileirão Séries A1 e A2, a substituição ocorrerá seguindo a ordem de classificação do campeonato local. No caso de desistência dos clubes classificados pelo Ranking Nacional de Clubes de Futebol Masculino de 2022, sua substituição se dará seguindo a classificação deste mesmo ranking. A criação da Série A3 também irá modificar o formato de disputa da Série A2, contando agora com um calendário fixo com 16 equipes disputando o certame.

Como ficará a partir de 2022

Campeonato Brasileiro Feminino A-1
16 Clubes Participantes
– (12) remanescentes do Brasileiro Feminino A-1 2021
– (4) clubes oriundos do Brasileiro Feminino A-2 2021;

Formato: Grupo único em turno único, onde todos os clubes se enfrentam. Avançam para a 2ª fase os 8 melhores colocados, que jogam em sistema eliminatório, em ida e volta, até a final.

Campeonato Brasileiro Feminino A-2
16 Clubes Participantes
– (12) clubes classificados para as oitavas de final do Brasileiro Feminino A-2 2021;
– (4) clubes oriundos do Brasileiro Feminino A-1 2020;

Formato: 4 grupos de 4 clubes, jogam entre si em dois turnos. Avançam para a 2ª Fase os 8 melhores colocados (2 primeiros de cada grupo), que jogam em sistema eliminatório, em ida e volta, até a final.

Campeonato Brasileiro Feminino A-3
32 Clubes Participantes
– (27) campeões estaduais na modalidade em 2020/21;
– (4) clubes oriundos do Ranking Nacional de Clubes 2022 (Masculino);
– (1) clubes oriundo do Ranking Nacional de Federações de Futebol Feminino de 2022;

Formato: Primeira fase com jogos de ida e volta, caso no primeiro duelo a equipe não perca de 3 a 0. Avançam para a 2ª Fase as 16 equipes vitoriosas no duelo, que jogam em sistema eliminatório, em ida e volta, até a final.

O post Brasileirão Feminino terá uma nova divisão em 2022 apareceu primeiro em Distrito do Esporte.

Fonte: distritodoesporte.com
Author: Lucas Espíndola

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Idiomas: