Brasiliense derrota Luziânia por placar apertado e avança para semifinal do Candangão


Por Michael Nunes

Brasiliense e Luziânia abriram os jogos deste domingo (16/08) das quartas de final do Candangão 2020. As equipes, que haviam empatado em 0 a 0 no primeiro confronto, tinham chances diferentes de avançar na competição. Enquanto o Brasiliense poderia até empatar, por ter melhor campanha, ao Luziânia só restava o resultado positivo para disputar as semifinais do certame. Um jogo decisivo para abrir o domingo ensolarado que iluminava o Mané Garrincha.

Para melhorar ainda mais a situação do Jacaré, Badhuga balançou as redes do goleiro Mateus Lorenzo, sem chances de reação. Mas a equipe goiana não esmoreceu e empatou, ainda no primeiro tempo, com Titico. Na etapa final, o Luziânia criava chances, mas não conseguia furar a defesa do Brasiliense. Pelo contrário, o sistema defensivo infiltrado foi o da Igrejinha, que viu Romarinho ser derrubado na área e Marcos Aurélio dar números finais ao decisivo confronto. Vitória e vaga para o Brasiliense, que enfrentará Capital ou Real Brasília.

Brasiliense abre o placar, controla a partida e Luziânia empate nos minutos finais

A partida iniciou com o Jacaré tendo mais a posse de bola e logo aos três minutos quase abriu o placar. Após um bate rebate na pequena área, Badhuga bateu forte e rasteiro, a bola explodiu no pé da trave. O Brasiliense continuou em cima, tendo o domínio das ações. Aos 10 minutos, Marcos Aurélio fez um cruzamento perigoso na pequena área, ninguém do Luziânia afastou e a bola passou rente a trave de Mateus Lorenzo.

O Jacaré continuava incisivo e após falta perto da entrada da pequena área, Marcos Aurélio encheu o pé direito e novamente o goleiro Mateus Lorenzo apareceu bem fazendo uma difícil defesa. De tanto insistir o Brasiliense abriu o placar no Mané Garrincha. Após cobrança de escanteio na medida de Marcos Aurélio, o zagueiro Badhuga, que já tinha colocado no início da partida uma bola na trave, subiu no quarto andar deslocando o canto direito de Lorenzo, que ficou imóvel.

Dominando a partida, o Brasiliense quase ampliou o placar. Depois de jogada em velocidade pelo lado direito com Sandy, o lateral tocou no meio para Douglas, o camisa 10 deu um passe em profundidade na esquerda para Marcos Aurélio, que chegou chapando a bola e explodiu no travessão do Luziânia. A partida seguiu e o Luziânia teve a primeira chance de perigo. Cleiton veio pela meia esquerda e bateu de longe, a bola fez efeito e assustou Fernando Henrique.

O Luziânia melhorou após o Jacaré diminuir o ritmo. As ações do time da Igrejinha passava sempre pelo pé de Cleiton que arriscava de longe em todas as oportunidades. No final do primeiro tempo Peninha perdeu um gol inacreditável, o meia recebeu livre do versátil Marco Aurélio, em um contra ataque pelo lado direito, e ficou cara a cara com Mateus Lorenzo, que abafou bem a bola salvando mais uma vez o Luziânia.

Aquele ditado que a bola pune aconteceu no jogo. Após um gol feito perdido por Peninha, o Luziânia veio em velocidade pela esquerda e Alanzinho cruzou na pequena área, Titico chegou em profundidade no segundo pau e subiu nas costas de Badhuga, cabeceando para o gol, depois foi só correr para o abraço, 1 a 1 quando o cronômetro marcava 46 minutos da etapa inicial.

Segundo gol e vaga para o Jacaré

A etapa final começou com uma alteração no Brasiliense, Fernandinho entrando no lugar de Esquerdinha. O Jacaré continuou tendo mais a posse de bola e buscando o jogo pelas laterais, mas ainda sem efetividade. Com o passar dos minutos, o jogo ficou nervoso e truncado com muitas faltas e erros de passes. O meia Douglas sentiu o ritmo de jogo e em duas oportunidades de ataque, o camisa 10 não foi feliz, faltando velocidade na decisão.

O Luziânia passou atacar mais, adiantando as linhas de marcação do Jacaré, que não conseguia criar as jogadas. O calor era forte e as duas equipes sentiram, diminuindo a intensidade. Atrás do marcador, o Luziânia quase chegou a virada em jogada pela ponta esquerda. A bola passou toda pela pequena área e Vitinho, livre, bateu rasteiro e a bola só não entrou pois Fernandinho chegou rápido e desviou para escanteio.

O jogo começou a ficar lá e cá. Romarinho, que entrou no lugar de Zé Love, veio pela esquerda e tocou para Railan, mas o jogador não chegou no tempo certo para concluir a jogada. Romarinho dava trabalho para zaga do Luziânia na ponta esquerda. Em três oportunidades o camisa 20 serviu Peninha e Railan, porém seus companheiros não aproveitaram as oportunidades.

Aos 39 minutos, João Pedro foi nas costas de Romarinho dentro da pequena área, o árbitro não teve dúvidas e marcou pênalti. Na cobrança Marcos Aurélio bateu com categoria no canto direito deslocando Mateus Lorenzo. O gol trouxe alívio para o Brasiliense, que estava levando pressão do rival. Daí em diante foi só esperar o fim do jogo para garantir a vaga na semifinal do Candangão.

O que vem por aí

O Jacaré vai esperar o adversário do jogo entre Capital e Real Brasília, que acontecerá neste domingo (16/08) às 15h30 no estádio Ciro Machado, o Defêle. Na primeira partida, as equipes empataram em 1 a 1. Por ter melhor campanha que o adversário, o Leão do Planalto joga por um empate, enquanto a Coruja precisa vencer por qualquer placar para avançar às semifinais do Candangão.

Brasiliense 2
Fernando Henrique; Sandy (Railan) , Badhuga, Rodrigo; Esquerdinha, Bruno Lima, Peninha ( Renatinho), Aldo e Douglas (Neto Baiano); Marcos Aurélio e Zé Love ( Romarinho)
Técnico: Márcio Fernandes

Luziânia 1
Mateus Lorenzo; Cleiton, Santiago, Lucio e Juninho; Goduxo, Matheus Lacerda (Dadinho), Allanzinho; Lucas Silva, Kelvin ( Marreta) e Weberthi Titico.
Técnico: Sebastião Rocha

O post Brasiliense derrota Luziânia por placar apertado e avança para semifinal do Candangão apareceu primeiro em Distrito do Esporte.

Fonte: distritodoesporte.com
Author: João Marcelo

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Facebook

Idiomas: