Brasiliense joga bem, passa fácil pelo Vitória-ES e vai à segunda fase da Copa Verde


Foto: Julio César Silva/Agência Esportes Brasília

Se existia algum fantasma por conta da eliminação na Série D de 2019, perdida pelo próprio time capixaba, ele não incomoda mais. Com um 4×0, fora o baile. Assim foi a estreia do Brasiliense na Copa Verde. Jogando em seu estádio, no Serejão, o Jacaré até que teve dificuldade no primeiro tenso, que foi muito amarrado. Porém, com um gol contra no último lance e um segundo tempo quase perfeito, a equipe soube comandar as ações do jogo e seguir adiante na competição.

Gol contra aos 47 minutos

O Brasiliense sabia o que queria. Por isso, desde o início, o time partiu para cima tentando a vitória e quase foi recompensado. Dominando o jogo, as primeiras grandes chances surgiram após os primeiros vinte minutos. Aos 22′, Diogo cruzou e Luquinhas cabeceou por cima do gol. Aos 24′, Zé Love fez bela jogada individual, cortou a zaga e chutou. A bola ainda resvalou em Igor Pimentel e Harrison fez boa defesa.

Mais dois minutos depois, Zé Love recebeu de Diogo, um dos melhores em campo, mas chutou por cima do gol. Saiu, também, dos pés do lateral direito outra boa chance, porém, Aldo cabeceou nas costas da zaga.

No apagar das luzes, veio o gol tão perseguido pelo Brasiliense. Badhuga cruzou da esquerda, Léo Breno tentou cortar e jogou contra o próprio patrimônio.

Segundo tempo tranquilo e goleada armada

Já vencendo o jogo, o Jacaré pôde se tranquilizar. E, ainda mais, aos seis minutos. Luquinhas recebeu de Jefferson Maranhão, que fez boa jogada, e marcou de cavadinha, por cima de Harrison. Com a desvantagem, o Vitória-ES passou a dar muitas chances e a sorte passou a ser a maior parceira da equipe.

Em sete minutos, Zé Love perdeu três boas chances de matar om jogo. Em todas, o camisa 9 bateu mal e desperdiçou as oportunidades. Aos 31′, foi a vez de Aldo perdeu mais um gol. Após escanteio de Peninha, o volante cabeceou na trave.

E, para fechar o placar, de vez, Rodrigo Fumaça marcou após boa bola rolada para trás, aos 38′. Ele chutou no cantinho do goleiro, que nada pode fazer. Tobinha, após escanteio, cabeceou fraco, mas o goleiro Harrison aceitou em uma falha incrível.

O Vitória assustou em apenas dois lances, durante todo o segundo tempo. Na primeira, aos 22′, Hiuri recebeu passe dentro da área, mas chutou para fora. Por fim, aos 40′, Chiquinho chutou bem, de fora da área, mas Sucuri, atento, jogou a bola para escanteio.

Agora, o Brasiliense se prepara para enfrentar o Luverdense-MT, pelas oitavas de final da competição, também em jogo único. A partida está marcada para o próximo dia 24, domingo, no estádio Passo das Emas, em Mato Grosso.

Copa Verde – Primeira Fase – Jogo Único
BRASILIENSE 4×0 VITÓRIA/ES
20/01/2021 – 15H30 – ESTÁDIO SEREJÃO, TAGUATINGA-DF

Árbitro: Marcos Mateus Pereira (CBF-MS)
Assistente 1: Sérgio Alexandre da Silva (CBF-MS)
Assistente 2: Luiz Fernando Viegas (CBF-MS)

Cartões Amarelos: Reynald (Vitória-ES)
Cartões Vermelhos: Não teve.

Gols: Primeiro Tempo: Léo Breno, contra (aos 47′)
Segundo tempo: Luquinhas (aos 6′), Rodrigo Fumaça (aos 38′) e Tobinha (aos 44′)

BRASILIENSE
Edmar Sucuri; Diogo, Badhuga, Keynan e Peu; Aldo (Radamés), Luquinhas (Tobinha), Bruno Lima e Zotti (Peninha); Zé Love (Carlos Eduardo) e Jefferson Maranhão (Rodrigo Fumaça).
Técnico: Vilson Tadei

VITÓRIA-ES
Harrison, Rynald (Hiuri), Igor Pimentel, Léo Breno e Emerson (Carlinhos); Tiaguinho, Carlos Vitor, Chiquinho e Gianlucas (Dodô); Vitinho (Pinote) e Rael.
Técnico: Cláudio Roberto.

Fonte: esportesbrasilia
Author: Gabriel Lima

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Facebook

Idiomas: