Brasiliense se reapresenta de olho na estreia da pré-Série D


No último sábado (29.08), o Brasiliense foi do céu para o inferno. Estava com o título candango praticamente na mão, pois tinha vencido o primeiro jogo frente ao Gama por 3×1. Poderia até perder por um gol de diferença que abocanharia o décimo título do Distrito Federal. Mas o futebol não é uma ciência exata. O jacaré brasiliense perdeu no tempo normal para o alviverde por 2×0 e, nas disputas de penalidades máximas, foi derrotado por 4×3.

A consequência disso tudo foi a saída do técnico Márcio Fernandes, depois da segunda passagem pelo jacaré. No início do ano, Mauro Fernandes também deixou o Brasiliense após derrota para o Gama por 2×1.

O novo comandante do jacaré brasiliense é Edson Souza, 55 anos, vindo do futebol do Rio de Janeiro, do Resende/RJ. A missão do novo treinador do Brasiliense é passar pelo Tocantinopolis/TO nos confrontos da fase da pré-série D. Aí então o time estará ingressando no grupo A6 da quarta divisão nacional. Caso não se classifique, então restará ao Brasiliense a disputa da Copa Verde, caso ela seja confirmada.

Nesta nova empreitada do Brasiliense, o técnico Edson Souza ainda não conta com os zagueiros Naylhor e Preto Costa, que estão entregues ao departamento médico do clube candango. A expectativa é sobre como será composto o Brasiliense para a partida do domingo, às 16 horas, em Tocantinópolis, com transmissão da Esportes Brasília.

O Brasiliense tem os reforços do volante Wagner Balotelli e dos atacantes Luquinhas e Jefferson Maranhão, todos que vieram do arquirrival Gama. A expectativa é se o então titular do gol do Brasiliense, Edmar Sucuri, possa voltar ao gol do time do técnico Edson Souza. Nesse momento, o titular está sendo Fernando Henrique.

A delegação do Brasiliense viajará para Imperatriz/MA na sexta-feira (04), de avião. Depois, de ônibus, seguirá para Tocantinópolis/TO, que fica próxima da divisão entre Maranhão e Tocantins, no conhecido Bico do Papagaio.

A partida entre Tocantinópolis e Brasiliense, no estádio João Ribeiro, terá arbitragem goiana de Eduardo Tomaz de Aquino, com os assistentes Márcio Maciel e Hugo Correa. O quarto árbitro será Eduardo Teixeira, de Tocantins.

Fonte: esportesbrasilia
Author: Sérgio Porto

Powered by WPeMatico