Brasiliense sofre, mas se classifica para a semifinal


Na manhã deste domingo (16), Brasiliense e Luziânia foram a campo no Estádio Nacional Mané Garrincha para decidir quem ia à semifinal do Candangão. No jogo de ida, o placar permaneceu intacto.

O Jacaré jogava por um novo empate, abriu o placar aos 20 minutos e se viu em uma boa situação na partida. Porém, o Luziânia complicou as coisas para os mandantes, foi superior em alguns momentos do jogo, chegou ao empate e seguiu buscando o segundo gol. Contudo, no fim do segundo tempo, Marcos Aurélio decidiu a parada a favor do Brasiliense em cobrança de pênalti.

O jogo

O Jacaré começou com mais posse de bola, enquanto o Luziânia marcava bem. Até que, aos 20 minutos, os mandantes aproveitaram bola parada e abriram o placar. Marcos Aurélio bateu escanteio na cabeça de Badhuga, que testou no canto direito do goleiro Matheus Lorenzo.

Aos 29’, Douglas recebeu no meio e fez bom passe cruzado para Marcos Aurélio na esquerda. O meia finalizou de primeira e acertou a trave. No minuto seguinte, em nova investida, Peninha acionou Zé Love, que bateu cruzado para defesa de Matheus Lorenzo.

Aos 32’, o Luziânia chegou com perigo pela primeira vez. Cleiton levantou bola que cairia no pé de Titico. Se não fosse o corte providencial de Badhuga, o atacante ficaria cara a cara com Fernando Henrique com boas chances de balançar a rede.

A essa altura, o time goiano passou a ocupar mais o campo do adversário na tentativa de empatar o duelo. Aos 38’, Titico recebeu no meio, gingou para cima de Aldo e arriscou de longa distância, mesmo com companheiros livres ao redor. Fernando Henrique defendeu.

Aos 43’, após escanteio a favor do Luziânia, o Jacaré encaixou um contra-ataque. Marcos Aurélio colocou Peninha cara a cara com Matheus Lorenzo, e na finalização, o goleiro fez o milagre com os pés.

No futebol, alguns ditados sempre se fazem verdadeiros. Um deles é o: “Quem não faz, leva”. Dois minutos após o Brasiliense perder uma chance clara, o Luziânia empatou a partida. Cleiton desceu pela direita e cruzou no segundo pau. Titico subiu e cabeceou para o fundo do gol: 1×1.

Luziânia em cima

Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

O empate não servia para o Luziânia. Por isso, o time adiantou suas linhas e foi para cima no segundo tempo. O Jacaré ficou acuado, sem levar perigo ao gol de Matheus Lorenzo.

Aos 22’, Titico desceu pela esquerda e levou a melhor sobre Sandy. O atacante passou para Vitinho, que deixou para Gabriel Marreta, e o centroavante finalizou, mas Fernandinho salvou o Jacaré.

Sem conseguir se impor, o Brasiliense mexeu no time pela segunda vez, mandando Romarinho a campo. O jogo ficou aberto, com ataques lá e cá. Aos 31’, o camisa 20 do Jacaré gingou pela esquerda e levantou na área, mas ninguém aproveitou. Um minuto depois, em boa troca de passes, Neto Baiano cruzou para Peninha, mas a zaga do Luziânia afastou para a lateral.

Aos 36’, Goduxo recebeu de Vitinho e, livre, bateu cruzado. A bola passou à esquerda de Fernando Henrique.

Marcos Aurélio decide

Apesar de ter o placar a seu favor, já que o empate dava a classificação, o Brasiliense não vivia bom momento na partida. Neste momento, a experiência de Marcos Aurélio fez a diferença. Aos 40’, em uma ligação direta, Neto Baiano resvalou de cabeça, e Romarinho foi derrubado por João Pedro ao tentar chegar na bola. O árbitro Emanoel Ramos marcou o pênalti.

Marcos Aurélio, que havia dado assistência para o primeiro gol do Jacaré, pegou a bola para bater o penal. Na cobrança, o camisa 11 deslocou o goleiro e recolocou o Jacaré à frente no placar.

Após o baque, o Luziânia seguiu tentando. Porém, àquela altura, era preciso dois gols para conseguir a classificação. O Jacaré se segurou na defesa e aguardou pelo apito final para comemorar. Fim de jogo: Brasiliense 2×1 Luziânia.

Agora, o Brasiliense espera o vencedor de Real x Capital. As equipes se enfrentam às 15h30 deste domingo (16) no estádio Defelê. Quem vencer, avança de fase. Um empate classifica o Leão do Planalto.

FICHA TÉCNICA
BRASILIENSE 2×1 LUZIÂNIA

Campeonato Candango 2020 – quartas de final (volta)
Estádio Nacional Mané Garrincha, Brasília-DF – 16/08/2020, 11h

Árbitro: Emanoel Ramos
A1: Marconi Gonçalo
A2: Milton Jerônimo Alves
4º árbitro: Matheus Moraes

Brasiliense

Fernando Henrique; Sandy (Railan), Badhuga, Rodrigo e Esquerdinha (Fernandinho); Bruno Lima, Aldo, Douglas (Neto Baiano); Peninha (Renatinho), Marcos Aurélio e Zé Love (Romarinho)
Técnico: Marcinho Fernandes (auxiliar)

Gols: Badhuga (20’ 1T)
Cartões amarelos: Railan
Cartões vermelhos: não houve

Luziânia

Matheus Lorenzo; Cleiton, Santiago, Lúcio e Goduxo; Juninho, Matheus Lacerda (João Pedro) e Allanzinho; Kelvin (Vitinho), Titico (Ferrugem) e Lucas Silva (Gabriel Marreta)
Técnico: Sebastião Rocha

Gols: Titico (45’ 1T)
Cartões amarelos: Kelvin, Allanzinho
Cartões vermelhos: não houve

O post Brasiliense sofre, mas se classifica para a semifinal apareceu primeiro em DF Sports Mais.

Fonte: dfsportsmais.com.br
Author: Willian Matos

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Facebook

Idiomas: