Brasiliense vence fora de casa e fica perto da final do Candangão


Por Lucas Espíndola

Na tarde desta quarta-feira, dia 19, Real Brasília e Brasiliense deram o pontapé inicial nos confrontos das semifinais do Campeonato Candango. A partida foi realizada sob um sol quente, que castigava à todos que estavam em campo. Quem se deu melhor foi a equipe visitante, que venceu pelo placar mínimo. O gol foi aos 42 minutos do segundo tempo, em pênalti convertido por Zé Love.

A primeira etapa começou quente, a primeira finalização aconteceu com menos de um minuto. Depois da primeira chegada de perigo do Brasiliense, o Real Brasília tomou conta do jogo, com bastante posse de bola, a equipe buscava mais o gol no primeiro tempo, mas sem sucesso. O segundo tempo foi quente, com direito a expulsão de jogador do time da casa, e um pênalti para o Brasiliense nos minutos finais.

Domínio aurianil no Defelê

Assim como no jogo de volta das quartas de final do Candangão, a partida no estádio Defelê começou quente. Com apenas 48 segundos, o Brasiliense teve sua primeira chance. Após bola cruzada da esquerda, Neto Baiano cabeceou a redonda, a bola saiu à esquerda do gol de Artur. Depois desse lance, o Real Brasília assumiu a posse de bola e tentava chegar com perigo ao gol adversário, mas esbarrava na defesa amarela, que estava bem postada.

Além do jogo bem movimentado e disputado pelas duas equipes, a partida estava bem pegada, com os marcadores chegando forte no atleta adversário. Com a marcação muito forte, os dois times estavam com dificuldades para chegar à meta rival. Aos 23 minutos, o time da casa chegou com perigo. Após escanteio pelo lado direito, Gilvan cabeceou forte, mas a bola passou por cima do gol de Fernando Henrique.

Três minutos depois, mais uma finalização perigosa do Leão do Planalto. O camisa 10, Davi Ceará, arriscou de longe, o arqueiro amarelo espalmou para o lado, tirando o perigo momentaneamente. O Real Brasília continuava em cima do Brasiliense, e aos 34 minutos mais uma jogada perigosa. Léo Campos arriscou de fora, a bola desviou na marcação e a redonda passou muito perto do gol de Fernando Henrique.

Aos 38 minutos, Neto Baiano se machucou e caiu no gramado. O atacante foi substituído por Romarinho. O Real Brasília marcava bem e com os três volantes bem postados no meio, o Brasiliense tentava chegar pelas laterais, cruzando diversas bolas na área, mas sem sucesso. Devido às diversas paralisações na primeira etapa, o árbitro Marcello Rudá deu quatro minutos de acréscimo.

Zé Love e o gol salvador

O segundo tempo começou morno, um pouco diferente do início da primeira etapa. Aos oito minutos, o time da casa teve uma baixa. Após falta no meio de campo em cima de Zé Love, o zagueiro Allef Nunes recebeu o segundo amarelo, e foi expulso pelo árbitro da partida. Aos 11 minutos, o Brasiliense chegou pela primeira vez com perigo na segunda etapa com Marcos Aurélio, a bola passou à direita do gol do arqueiro Artur.

Aos 17 minutos, outra chegada perigosa do time visitante. O camisa número 16, Peninha, arriscou da intermediária, a redonda passou ao lado esquerdo da meta adversária. Após a expulsão do zagueiro realense, o Brasiliense começou a dominar a partida, buscando muito mais o ataque. O Real Brasília tentava chegar com perigo também, através dos contra-ataques, mas não era muito efetivo. Vendo o seu time com pouco poder ofensivo dentro de casa, Ariel Mamede tirou um lateral para colocar o atacante Ayrton.

Aos 28 minutos, quase o Leão do Planalto abre o placar. Após cobrança de falta, o zagueiro Márcio desviou a bola de cabeça, a bola passou rente a trave adversária. Aos 34 minutos, mais um lance de perigo a favor do Brasiliense. Após cruzamento de Douglas, Aldo se entortou todo para cabecear, a redonda foi no canto direito do gol, mas o arqueiro Artur fez bela defesa, mandando para linha de fundo. Nessa altura do segundo tempo, a pressão era do time visitante.

Aos 42 minutos de jogo, o Brasiliense teve um pênalti muito duvidoso a seu favor, depois de uma carga por trás em cima zagueiro Badhuga. Na cobrança, o atacante Zé Love fez bem o dever de casa, deslocou muito bem o goleiro Artur; bola de um lado, goleiro do outro. Aos 45 minutos, quase o empate do Real Brasília. O volante Tiago Ulisses arriscou de longe e obrigou o goleiro Fernando Henrique a fazer uma bela defesa.

O que vem por aí

Com o placar empatado de 1 a 0 conquistado fora de casa, o Brasiliense jogará tranquilo com a vantagem para o jogo de volta. O time amarelo pode até perder pelo placar mínimo na segunda partida para avançar até a semifinal. O Real Brasília necessita de uma vitória por dois gols de diferença para avançar até a final. A partida entre Brasiliense e Real Brasília, válido pelas semifinal do Candangão irá acontecer no domingo, dia 23 às 11 horas, no estádio Nacional Mané Garrincha.

Real Brasília 0
Escalação: Artur; Gedeilson (Ayrton), Allef Nunes, Márcio, Léo Campos; Tiago ulisses, Fábio Leite (Geovane), Gabriel; Davi Ceará (Waldson), Pedrinho (Wellington Sabão) e Gilvan (Junior Chicão).
Técnico: Ariel Mamede

Brasiliense 1
Escalação: Fernando Henrique; Railan, Badhuga, Rodrigo, Fernandinho; Bruno Lima (Douglas), Aldo, Esquerdinha (Peninha); Marcos Aurélio (Renatinho), Neto Baiano (Romarinho) e Zé Love.
Técnico: Márcio Fernandes

O post Brasiliense vence fora de casa e fica perto da final do Candangão apareceu primeiro em Distrito do Esporte.

Fonte: distritodoesporte.com
Author: Lucas Espíndola

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Facebook

Idiomas: