Capital perde e é desclassificado por gol do Ceilândia aos 50 do 2º tempo


Por Bruno H. de Moura

Foi por quase. Mas não foi. A melhor campanha do Capital C.F. foi interrompida por dois fatores: um empate arrancado pelo Ceilândia no finalzinho do confronto direto com o Gato Preto; e o artilheiro Zé Love. No critério de desempate a equipe que não teve derrotas na primeira fase e o melhor setor defensivo da competição vai pra casa sem chegar ao quadrangular final. Já o Brasiliense segue com impressionantes 100% de aproveitamento na competição.

Sem força ofensiva, o Jacaré teve seu pior primeiro tempo na competição. Não deu um chute a gol sequer. Do outro lado, o Capital criou, criou, criou, mas não transformou suas chances de gol em bola na rede.

Na segunda etapa as modificações eficientes de Vilson Taddei, entradas de Jefferson Maranhão e Tobinha, deram uma cara totalmente diferente ao Brasiliense e selaram a derrota do Capital que envolto na marcação do Jacaré tomou um gol e não conseguiu reagir.

1º Tempo: Capital é melhor, mas não balança as redes

O início do jogo foi bastante parelho. Precisando garantir um bom resultado, seja empate ou vitória, o Capital acelerou o jogo e saiu para cima do Brasiliense que, nos primeiros minutos, tentou se impor na partida, mas sem muita efetividade.

Aos 15′, cobrança de falta bem próxima à meia lua da grande área. Na batida Peninha chutou em cima da barreira do Capital. Aos 22′ Pitio dominou, viu Cabralzinho que cruzou perigosamente, mas Sucuri saiu para catar. 3 minutos depois foi a vez de Leandro Bulhões do meio da rua chutar uma bomba, espalmada por Sucuri para escanteio.

Aos 26′ foi a vez de Roberto Pitio bater de primeira, de dentro da área, e ver a bola passar riscando o travessão do Brasiliense. Aos 34′ nova boa oportunidade ao Capital, dessa vez em cobrança de falta que ia na cabeça de Leandro Bulhões, mas Badhuga afastou. Na resposta Luquinhas mandou bola açucadara para Zé Love, interceptada pelo goleiro do Capital.

A partida desacelerou e o meio de campo voltou a ficar povoado. O Brasiliense cometia muitas faltas e só parava o ataque da Coruja com faltas ou com erros de direção do Capital.

2º Tempo: Brasiliense volta outro time e Capital vai pra casa por critério de desempate

Na volta do intervalo Vilson Taddei modificou duas vezes o Brasiliense. Tobinha e Balotelli foram para campo nas vagas de Sandy e Carlos Eduardo. Rogério Mancini nada fez.

Aos 2” cobrança de escanteio à esquerda, a bola sobrou para Luquinhas na entrada da área ajeitar e chutar colocado, mas a bola desviou em Leandro Bulhões e saiu para outro escanteio que, na cobrança, levou à recuperação de bola pelo Capital e contra-ataque da Coruja.

Aos 6” a pressão do Brasiliense, desde o início da segunda etapa, foi recompensada. Tobinha de cabeça resvalou na bola, ela passou por Peixão que furou na defesa, e sobrou para Luquinhas encontrar Zé Love bem posicionado dentro da área marcar seu 7º gol no Candangão 2021.

Na sequência, Vilson Taddei substituiu Luquinhas, assistente do gol, por Jefferson Maranhão. Minutos depois Leandro Bulhões deu sua vaga para Mykaell pela Coruja.

Aos 13” Tobinha recebeu dentro da área e bateu de primeira, a bola quase encobriu o goleiro Gabriel Victor. No minuto seguinte foi a vez de Zé Love encontrar Jefferson Maranhão dentro da área e o atacante não dominar a bola. O Brasiliense usava os contra-ataques como sua principal arma e ganhava terreno, e posse de bola, com o passar do relógio.

Aos 22” cobrança de falta para o time amarelino. Peninha lançou um torpedo no travessão de Gabriel Victor e, na sobra, Zé Love chutou por cima do gol, mesmo estando em impedimento marcado. Capital irreconhecível. Mancini mexeu outra vez, desta no ataque: Douglas Candango no lugar de Roberto Pitio.

28” no relógio e Milton Jr. deixou Mário Henrique pronto para chutar cruzado perigosamente e obrigar o goleiro do Capital afastar. Os dois treinadores não economizaram nas mudanças. O Capital mudou três de uma vez: Cirne, Wester e Maicon nos lugares de Cabralzinho, Peixão e Romarinho. O Brasiliense duas: Didira e Michel Platini dentro, Peninha e Zé Love fora.

O tempo andava e o Ceilândia vencia pelo magro placar de 1-0 o Santa Maria. Já classificado o Brasiliense só fazia sua obrigação, mas o Capital continuava com a calculadora na mão para ver se classificava ou não, já que empatava em saldo número de pontos e vitórias com o Gato Preto.

O Ceilândia fez o 2º aos 44” da segunda etapa. A equipe classificava pela quantidade de cartões amarelos. Mas o gato preto tomou outro cartão no final da partida. Ceilândia e Capital empataram em tudo. Absolutamente tudo. Os dois times fizeram 4 pontos, venceram, empataram e perderam uma partida. Ambos os times com 4 gols feitos e 3 sofridos e saldo de 1. Ambos os times com  8 cartões amarelos tomados e 1 cartão vermelho. Absolutamente tudo igual e só restava o sorteio para definir a vaga do grupo D.

O jogo no Serejão acabara, e o Capital secava o Ceilândia que não podia marcar o terceiro gol.

Mas, aos 50”, Matheus Silva, pela segunda vez, marcou no Abadião. Pelo saldo de gols e pelo número de gols feitos, o Ceilândia eliminava o Capital com o apito final aos 51”.

Brasiliense: 1

Edmar Sucuri; Aldo, Badhuga, Keynan, Milton Junior; Mario Henrique, Luquinhas (Jeferson Maranhão), Sandy (Tobinha), Peninha (Didira); Carlos Eduardo (Balotelli) e Zé Love (Michel Platini).

Tec.: Vilson Taddei

Capital: 0

Gabriel Victor; Peixão (Wester), Islan, Vitor Carvalho, Fabrício; Leandro Bulhões (Mykaell), David Souza, Geovane, Cabralzinho (Felipe Cirne); Roberto Pitio (Douglas Candango) e Romarinho (Maicon)

Tec.: Rogério Mancini

Arbitragem:

Árbitro central – Savio Pereira Sampaio
Assistente 1 – Daniel Henrique da Silva Andrade
Assistente 2 – Kleber Alves Ribeiro
Quarto Árbitro – Allysson de Souza Zilse

O post Capital perde e é desclassificado por gol do Ceilândia aos 50 do 2º tempo apareceu primeiro em Distrito do Esporte.

Fonte: distritodoesporte.com
Author: Bruno Henrique de Moura

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Idiomas: