Com gols de Zé Love e Sandy, jacaré vence o primeiro clássico no ano em jogo movimentado no Defelê


Foto: Gustavo Moreno/Esp. Metrópoles

Após longos dias de paralisação do Candangão, por conta da pandemia do novo coronavírus, finalmente as torcidas de Gama e Brasiliense puderam sentir o gostinho do maior clássico de Brasília. Os arquirrivais se enfrentaram nesta quarta-feira, 31, em partida válida pela terceira rodada do Candangão no estádio Defelê. E quem se saiu melhor foi o Jacaré, que contou com os gols de Zé Love e Sandy, para sair com o placar de 2×1. Caíque descontou para o Periquito.

O alviverde não entrava em campo desde o dia dez deste mês, quando foi derrotado pela Ponte Preta, em partida válida pela Copa do Brasil. Já o Brasiliense jogou três dias, quando derrotou o Samambaia pela segunda rodada do campeonato distrital.

O clássico contou com um primeiro tempo bastante movimentado, apesar do excesso de faltas e dos quatro cartões assinalados. Cada equipe contou com dois cartões amarelos e boas chances para abrir o placar.

Zé Love foi o jogador que mais teve oportunidades para marcar. O camisa 9 desperdiçou a primeira após uma tabela bem trabalhada na entrada da área e a segunda com um chute fraco, na cara do goleiro Matheus. O arqueiro ainda venceu a última batalha com o atacante em uma cobrança de falta já nos acréscimos da etapa inicial.

Para o lado da equipe alviverde, uma finalização de Lila e uma falta cobrada pelo capitão Igor assustaram os adversários. O Gama contou ainda com a reclamação de um pênalti não marcado.

No segundo tempo, após os duelos perdidos para o goleiro do Gama na primeira etapa, Zé Love finalmente conseguiu balançar as redes aos 19 minutos. O atacante contou com um vacilo da defesa do time comandado por Victor Santana para abrir a contagem. O Brasiliense ainda ampliou a vantagem dois minutos depois, com um cruzamento de Mário Henrique na cabeça de Sandy.

Na terceira vez em que o Gama reclama de pênalti derivado de mão na bola da defesa do Brasiliense, o árbitro Maguielson Lima aponta à marca da cal e Caíque descontou para a equipe alviverde. Após o pênalti convertido, houve um atrito entre o goleiro Edson Sucuri e o camisa nove do Gama, que resultou na expulsão do atacante e amarelo ao arqueiro do Jacaré.

Com os três pontos garantidos, a equipe comandada por Vilson Tadei se mantém com 100% de aproveitamento e está a apenas uma vitória de distância da classificação para as quartas de final. A equipe ainda enfrenta o Real Brasília, Taguatinga e Unaí.

De um lado completamente oposto, o alviverde somou apenas três pontos, em nove disputados. Para garantir a classificação, o Gama vai definir a sua classificação nas partidas contra Santa Maria, Bosque Formosa e Sobradinho.

Campeonato Candango – 3ª rodada
BRASILIENSE 2×1 GAMA
31/03/2021 – Quarta-feira – 15h30 – Estádio Defelê – Vila Planalto-DF  

Árbitro: Maguielson Lima Barbosa
Assistente 1: Lucas Costa Modesto
Assistente 2: Milton Jeronimo Souza Alves
Quarto Árbitro: Adriano Luiz do Nascimento Neri

Cartões Amarelo: Diogo, Sandy, Edmar Sucuri e Badhuga (Brasiliense) Lila, Júnior Alves, Kasado (Gama)
Cartões Vermelhos: Caíque (Gama)

Gols: Zé Love, aos 19, e Sandy, aos 21 minutos do segundo tempo. Caíque, aos 41 minutos do segundo tempo.

BRASILIENSE
Edmar Sucuri; Diogo, Gustavo Henrique, Badhuga e Mário Henrique; Milton Júnior (Lídio), Sandy e Maicon Assis; Luquinhas (Jorge Henriqu), Jefferson Maranhão (Peninha) e Zé Love (Michel Platini).
Técnico: Vilson Tadei.

GAMA
Matheus; Ronaldo, Vinícius, Igor e Júnior Alves (Jordano); Kasado (Filipe Werley), João Victor (João Gabriel) e Gustavo Lila (Ramiro); Ueslei (Igor Paim), Daniel Mendonça e Caíque.
Técnico: Victor Santana.

Fonte: esportesbrasilia
Author: Lucas Fermon

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Facebook

Idiomas: