Com risco de lockdown, jogos em Unaí, Luziânia e Formosa ficam sob alerta


Por Bruno H. de Moura

Há menos de 72 horas do início do Candangão 2021 um problemão pode estar batendo na porta dos clubes e da Federação de Futebol do Distrito Federal. Com o aumento de casos de Covid-19 em toda a região do entorno do Distrito Federal o governo de Goiás e de Minas Gerais está arrochando as medidas de combate à pandemia e pressionando as prefeituras em adotar maiores restrições.

Unaí em alerta, mas seguro do jogo de domingo

A notícia surgiu na noite de ontem (16/2). Em entrevista ao programa Olho no Lance da Rádio Lance FM de Formosa, o mandatário do Unaí, Elias Andrade, alertava para os riscos de não haver jogos na cidade mineira que disputa o Candangão. “Se agravar mais a situação nós vamos certamente reunir todos os presidentes e o presidente da Federação para aguardar mais um pouco até que essa pandemia dê uma diminuída e todos possam trabalhar com segurança”, afirmou à emissora de rádio.

Ao Distrito do Esporte na tarde desta quarta-feira (17/2), Elias ponderou que não acredita que a cidade mineira decretará lockdown pelos próximos dias e que o futebol continuará. Segundo o integrante da diretoria do Unaí, os jogadores estão em estrito controle de contato externo e todas as medidas de segurança estão sendo tomadas.

“Nós isolamos os jogadores, eles só saem da concentração – que fica a 5 km da cidade – para ir ao estádio, fazer os treinamentos e voltam. e amanhã vamos fazer os exames de Covid em cada um deles para estar tudo certo para o jogo”, afirmou ao DDE.

Formosa tem protocolo pronto e agenda para domingo fechada

Adversário do Unaí na estreia do campeonato, o Formosa Esporte já tem toda a programação para o jogo de domingo. A equipe saíra sábado de Formosa e chegará na noite do dia 20/02 na cidade mineira. A concentração será em um hotel e domingo inicia cedo a programação do dia para o jogo, às 15:30, no estádio Urbano Adjuto.

Sobre a possibilidade de pausa no campeonato, o presidente da equipe, Marcelo Ribeiro, não acredita: “Se tiver que parar, vamos parar. Nossos atletas estão testados, quem vai conosco também estará testado, e todo mundo que estará no jogo terá todas as providencias clínicas tomadas e preocupações com a Covid-19 realizadas.”

Segundo o dirigente todos os relacionados à competição estarão testados, o que elide risco para a continuidade do Candangão: “Você vai no shooping, no supermercado, nas praças, em qualquer lugar não está todo mundo testado. Eu não vejo problema nenhum de continuar uma competição onde estará todo mundo testado. Acho que o futebol é um dos pioucos seguimentos que tem todo mundo, 100%, testado contra o Covid. Não é igual na padaria que você vai e não sabe se encontra com um cara com Covid ou não”, ponderou.

FFDF pode trazer jogos de fora para o DF

A Federação de Futebol do Distrito Federal já teve conhecimento da possibilidade de decretação de lockdown em alguma das cidades do entorno de Brasília. Segundo o diretor de futebol da FFDF, Márcio Coutinho, a primeira solução seria “transferir o jogo para Brasília”. “Primeiro a gente precisa saber o que vai acontecer lá, os clubes precisam informar a Federação. Até então não informaram nada”, asseverou.

Ano passado o mesmo problema quase ocorreu, mas no sentido contrário. Na última rodada da competição o Governo do DF decretou lockdown e proibiu partidas de futebol em todo o estado. Porém, Formosa e Gama seria no Diogão, em Formosa. Poucas horas antes do jogo o então presidente do Formosa, Henrique Botelho, não apenas insistia com o jogo, como com a abertura dos portões, chegando a judicializar a questão.

O jogo não ocorreu por decreto do governo de Goiás.

Goiás tem mapa de contaminação

Segundo nota técnica da Secretária de Saúde de Goiás as regiões do entorno sul e norte estão em “situação de calamidade” pela doença. Na manhã de hoje o governador de Goiás, Ronaldo Caiado esteve com prefeitos, com o Presidente do TCM Goiás e até com um procurador de Justiça pedindo que os municípios do estado ampliem as medidas de contenção.

Todas as cidades do estado goiano serão classificados com base na quantidade de leitos de UTI disponíveis, a taxa de transmissão da doença e os pedidos de UTI. A partir desses dados o estado será mapeado em três categorias: Alerta – aberta com protocolos sanitários; Crítica – tudo será reduzido para 50% e Igreja e bares para 30% de capacidade; e Calamidade – apenas hospitais, farmácias, postos e supermercados, atividades essenciais, poderão funcionar.

Em Luziânia a situação se agravou pelo risco de contaminação pela variação britânica do coronavírus. Na cidade goiana uma mulher foi contaminada pela variante estrangeira nas festas de final de ano. Segundo estudos, a cepa inglesa é mais transmissível e leva a mais internações hospitalares. Em Valparaíso também houve identificação da doença. Luziânia recebeu 10 novos leitos de UTI do estado.

Já Formosa registra 82 óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia. 80% das UTIs da cidade estão ocupadas. A cidade antecipou o calendário de vacinação nos idosos. Idosos entre 85 e 89 anos já podem ser vacinados. Na próxima semana será a vez daqueles entre 75 e 84 anos.

Região próxima à Unaí tem recomendação de lockdown

Em Patos de Minas a prefeitura municipal decretou lockdown absoluto. Toda a região do Noroeste mineiro e do Alto Parnaíba está com recomendação de fechamento geral pela Superintendência Regional de Saúde de Patos de Minas, que tem jurisdição sobre a região. Até o momento, a prefeitura de Unaí não decretou paralisia na cidade.

O post Com risco de lockdown, jogos em Unaí, Luziânia e Formosa ficam sob alerta apareceu primeiro em Distrito do Esporte.

Fonte: distritodoesporte.com
Author: Bruno Henrique de Moura

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Facebook

Idiomas: