Compete Brasília leva atletas do voleibol para o Rio 


O voleibol brasileiro retoma as atividades profissionais neste mês no melhor estilo “bolha”: todos os atletas terão rígido protocolo para entrada e só deixarão o Centro Olímpico, em Saquarema (Rio), após o fim da participação no torneio. Tudo, claro, para garantir a saúde de todas as pessoas envolvidas. 

A primeira etapa do Circuito de Vôlei de Praia 2020/2021 acontece agora em setembro (de a 17 a 20 a etapa feminina; e de 24 a 27 a masculina). Pelo programa Compete Brasília, da Secretaria de Esporte e Lazer, representam o Distrito Federal, com suas respectivas duplas, os esportistas Ângela Lavalle e Luccas Amorim.

Ângela Lavalle dispensa apresentações. Detentora de vários títulos, entre eles a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Lima, que participou por conta do Compete Brasília. A brasiliense também recebe, desde 2014, o benefício do Bolsa Atleta Internacional. 

Nesta oportunidade, ela vai estrear na areia com sua parceira Hegê Almeida (CE). “Nosso objetivo é brigar pelo pódio. Vamos combinar a juventude dela com a minha experiência. Tenho certeza que vai render bons frutos”, avalia a atleta, que retomou o treinamento em alto rendimento há cerca de um mês.  

Já Luccas Amorim, que faz dupla com Felipe Alves, corre para recuperar o tempo desperdiçado nos últimos meses por conta da pandemia da Covid-19, que interrompeu sua rotina habitual de treinamentos. 

Foto: Saulo Cruz Exemplus/CBDU

Mesmo com número reduzido de vagas, ele conseguiu estar entre os escolhidos do torneio e, agora, ambiciona estar entre os 12 melhores do ranking para garantir a classificação para o Super Praia, no próximo ano.  “Vamos jogar nesses próximos meses tudo que não jogamos no ano. Mas estamos voltando aos poucos para o nosso treinamento, em uma quadra particular”, diz.

Empenhado na liberação dos treinamentos do Núcleo Central de Atletas de vôlei de praia, no Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek, o presidente da Federação de Vôlei do Distrito Federal, Sérgio Faria Lemos, se reuniu com a secretária de Esporte e Lazer, Celina Leão. 

Ele entregou o protocolo com as medidas a serem adotadas para que o retorno da modalidade seja feito de forma segura e preventiva. “O vôlei de quadra não está treinando, já que continuam proibidos os treinos de esportes coletivos. A Superliga começa no próximo mês e temos um time feminino profissional”, explica.

A modalidade, uma das mais praticadas nos parques da capital federal deve ter suas atividades autorizadas em breve. O protocolo de segurança segue em análise pelo órgão responsável do Governo do Distrito Federal (GDF), que avalia, entre outros fatores, a curva de contaminação da população. 

“Estamos trabalhando para essa que essa liberação ocorra o quanto antes, mas sempre garantindo a segurança dos nossos atletas”, comenta a secretária de Esporte e Lazer. 

* Com informações da Secretaria de Esporte e Lazer

Fonte: agenciabrasilia / esporte.df.gov.br
Author: Agência Brasília * | Edição: Renato Ferraz

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Facebook

Idiomas: