Federação Brasiliense Desportiva de Surdos busca sede própria


Dentro da perspectiva de apoiar variadas modalidades olímpicas e paralímpicas em todas as regiões administrativas, a Secretaria de Esporte e Lazer se reuniu com a Federação Brasiliense Desportiva dos Surdos (FBDS) para entender as demandas da área e suas principais necessidades. A ausência de um lugar fixo que seja utilizado para treinamentos e sirva de referência para a comunidade de surdoatletas se destacou entre as demais urgências.

 

Participaram do encontro o presidente da FBDS, Gladison Rocha e suas colaboradoras Deborah Dias, Esmeralda Castro e Helena Dias. “A reunião foi ótima, fomos bem recebidos e atendidos. Nos apresentamos e solicitamos apoio sobre a questão do espaço para a federação, tiramos dúvidas referentes ao Bolsa Atleta, devido a esse período de pandemia, e orientações sobre o Confae”, explica Gladson, que presenteou, na ocasião,  à secretária com uma caneca personalizada.

 

A entidade visitou, recentemente, o Complexo Aquático Claudio Coutinho e considerou o espaço adequado para a realização de futuros torneios e campeonatos apoiados pela federação. “Nossa prioridade, como representante da pasta do Esporte, é atender as principais necessidades do setor em todo o Distrito Federal. Sou sensível à demanda da Federação Desportiva de Surdos sobre a necessidade de um endereço para treinamentos. E estamos colaborando nesse sentido”, reforça Celina Leão. 

Fonte: agenciabrasilia / esporte.df.gov.br
Author: Bianca Moura Santos

Powered by WPeMatico