Fora de casa, Ceilândia vence Real Brasília no Defelê e garante três pontos


Por Lucas Espíndola

Enfim, o Candangão começou! A competição que muitos torcedores esperavam teve o pontapé inicial às 15:30 no estádio Ciro Machado, o Defelê. Em campo, Real Brasília e Ceilândia duelavam pela vitória e pelos primeiros pontos no certame. Mesmo jogando longe de casa, o Gato Preto aproveitou as oportunidades e venceu a partida por 2 a 1. Com a vitória fora dos seus domínios, o alvinegro agora soma três pontos. Já o Leão do Planalto permanece sem pontuar na competição.

O fim da primeira etapa foi eletrizante, mas antes disso, o Real Brasília saiu na frente logo aos sete minutos, com Erik Gabriel. Os últimos cinco minutos foram bem movimentados, com gol de empate do Ceilândia aos 44′, boa defesa de Maicon e bola no travessão nos dois lances seguintes para o Real Brasília, e virada do time alvinegro no último minuto antes do intervalo. A segunda etapa foi jogo de ataque contra defesa. Adelson de Almeida fechou o time do Ceilândia e chegava com perigo nos contra-ataques. O Real Brasília esbarrou na muralha alvinegra e viu suas finalizações e chances de empate esbarrarem em Maicon.

Primeiro tempo eletrizante no Defelê

Sob um céu totalmente nublado, Real Brasília e Ceilândia entraram em campo em partida válida pelo Candangão. A primeira finalização na partida foi do Real Brasília. Aos 2′, Marquinhos arriscou de fora da área mas pegou mal na bola, a redonda saiu pelo lado direito da meta de Maicon. No lance seguinte o Ceilândia teve a chance de levar perigo ao gol de Douglas Pires, mas Mirandinha não cobrou muito bem uma falta a favor do Gato Preto.

Aos 7′, o Real Brasília abriu o placar. O lateral Gabriel cruzou pelo lado direito, Erik Gabriel e Andrezinho chegaram dividindo dentro da área e a bola morreu no fundo do gol, 1 a 0 para o time da casa. No minuto seguinte, Gilvan recebeu belo lançamento na intermediária e foi carregando a pelota até a entrada da área, de perna esquerda chutou para a meta de Maicon, mas a bola acabou passando pelo lado esquerdo, tirando tinta da trave.

No meio dos primeiros 45 minutos, a partida caiu um pouco o ritmo, com o Leão do Planalto chegando bem ao ataque, mas sem perigo ao goleiro adversário. O Gato Preto continuava tentando penetrar na zaga adversária, mas errava bastante na trama ofensiva. Aos 40 minutos o Ceilândia teve sua primeira chance na partida. Cobrando falta, Wisman bateu muito bem na bola, a redonda foi no canto esquerdo do gol adversário mas Douglas Pires espalmou, impedindo o gol de empate do alvinegro.

Aos 44′, o time visitante empatou. Após cobrança de escanteio e um bate e rebate na pequena área, a bola sobrou para Mirandinha que bateu para o gol, 1 a 1. Após breve pressão do Real Brasília após o tento alvinegro, com direito a defesaça de Maicon e bola no travessão a favor do Leão do Planalto, o Ceilândia conseguiu um pênalti a seu favor cometido por Douglas Pires. Na cobrança, Willian bateu no canto direito e virou o jogo para o Ceilândia, 2 a 1. Logo em seguida, Rodrigo Raposo encerrou a partida.

Foto: Alan Rones/Ceilândia Esporte Clube

Muralha alvinegra impede gols na segunda etapa

Buscando o empate, o Real Brasília começou o segundo tempo igual ao primeiro, partindo para cima do adversário. Aos 4′, Moisés bateu de fora da área, Maicon voou e espalmou por cima do gol. A ideia do técnico Adelson de Almeida era fechar a defesa e jogar no contra-ataque. Com o passar da segunda etapa, o Leão do Planalto tinha dificuldades para penetrar a muralha que havia se formado na zaga ceilandense.

Aos 26′, o técnico Adelson botou mais dois defensores no lugar de dois atacantes, mostrando a intenção de segurar o placar positivo até o fim do jogo. Assim como na primeira etapa, o jogo caiu de ritmo, com a partida concentrada no meio campo e nas intermediárias das duas equipes. Aos 38′, quase o empate do Real Brasília. Pedrinho costurou a marcação e levou a bola para a entrada da área, de perna esquerda soltou um torpedaço para o gol, Maicon fez outra boa defesa na partida.

Aos 41′, o Real Brasília teve outra chance de empatar a partida. Em falta a favor do Leão perto da área, Carlos Henrique bateu bem mas a pelota passou por cima do gol. Aos 45′, polêmica no Defelê. Após escanteio cobrado na área, a bola bateu no braço do defensor do Ceilândia, que estava dentro da pequena área, o árbitro Rodrigo Raposo mandou seguir e não deu a penalidade máxima. O árbitro encerrou a partida aos 51 minutos.

O que vem por aí

Em busca da primeira vitória na competição, o Real Brasília irá até o Mané Garrincha para enfrentar o Capital na próxima rodada. O confronto será na próxima sexta-feira (26), às 15:30. Já o Ceilândia, que quer permanecer invicto na competição, receberá o Gama no estádio Abadião, no mesmo dia e horário da partida do Leão do Planalto.

Real Brasília 1
Escalação: Douglas Pires; Gabriel, Lídio (Vitor Mariano), Wallace e Gleissinho; David Manteiga, Gustavo Henrique (Carlos Henrique) e Marquinhos (Felipe Velloso); Erik Gabriel  (Pedrinho), Moisés (Matheus) e Gilvan.
Técnico: Rafael Toledo

Ceilândia 2
Escalação: Maicon; Andrezinho, Werick, Medeiros e Buchecha; Liel, Klecio, Willian e Mirandinha (Igor Pato); Wisman (Dennis) e Alysson (Veracruz).
Técnico: Adelson de Almeida

O post Fora de casa, Ceilândia vence Real Brasília no Defelê e garante três pontos apareceu primeiro em Distrito do Esporte.

Fonte: distritodoesporte.com
Author: Lucas Espíndola

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Facebook

Idiomas: