Gama vence Formosa, aumenta vantagem e vê final do Candangão mais perto


Por Danilo Queiroz

O Gama está com um pé e meio na segunda final consecutiva de Campeonato Candango. Na tarde desta quinta-feira (20/8), o alviverde foi até o estádio Diogão para disputar a primeira partida da semifinal do torneio local com o Formosa. Oportunista, o Periquito aproveitou metade das boas chances criadas, venceu o Tsunami do Cerrado por 3 a 1 e aumentou sua vantagem, podendo agora perder por até dois gols para chegar à decisão.

Apesar da alta temperatura, as duas equipes fizeram um jogo movimentado na etapa inicial e, acima de tudo, equilibrado. Nunes abriu o placar para o alviverde em cobrança de pênalti. No fim do primeiro tempo, Cardoso empatou em boa jogada. No segundo tempo, o Formosa passou a ter dificuldades de chegar ao gol e viu o Gama ampliar a vantagem por uma vaga na grande final com dois tentos do atacante Vitor Xavier.

Primeiro tempo movimentado e igual

Sob o forte calor no Diogão, os dois times procuravam espaços para chegar com perigo ao ataque. Aos 5’, o Gama teve a primeira chance. Após a bola atravessar toda a área, Everton finalizou e parou em boa defesa do Lennon. O time da casa assustou pela primeira vez aos 11’. Depois de cobrança de falta, Rafinha desviou numa espécie de chaleira e a bola resvalou na defesa gamense passando rente à trave e saindo para escanteio.

O Gama chegou novamente aos 13’. Em novo cruzamento, Nunes cabeceou para o chão. A bola quicou, subiu no rumo do gol e Lennon usou toda sua elasticidade para pegar. Aos 21’, o alviverde ficou no prejuízo ao perder Andrei Alba, um dos principais nomes do time, por lesão. Três minutos depois veio o alívio. Aos 22’, Everton fez boa jogada, pedalou na frente da marcação e foi derrubado por Bruno Costa. Pênalti assinalado pela arbitragem.

Foto: Gabriel L. Mesquita/SE Gama

Na cobrança, Nunes bateu com categoria para deslocar Lennon: 1 a 0. Atrás do placar, o Formosa passou a ficar com a bola, mas os erros impediam que o time agredisse o Gama. Porém, quando o Tsunami aplicou velocidade, o alviverde não segurou. Em boa jogada pela direita, Cardoso costurou para a área, contou com a parede feita por Michel Paulista e finalizou duas vezes. Na primeira, Calaça abafou. Na segunda, bola na rede: 1 a 1.

Vitor Xavier entra e muda o jogo

Querendo mais, o Formosa arriscou logo no primeiro minuto em chute torto de Marcos Paullo. Porém, a tônica dos próximos minutos foi diferente, com os times tendo dificuldades de criar jogadas ofensivas. Aos 12, o Tsunami tentou puxar contra-ataque e Filipe Werley fez corte providencial. Os jogadores da casa, porém, ficaram na bronca reclamando que o camisa 15 teria usado a mão para impedir o passe. O árbitro mandou seguir.

No minuto seguinte, a rede balançou. Após cruzamento de Peu, Wallace escorou e mandou a bola na trave. No bate e rebate, ela caiu nos pés de Vitor Xavier, que desempatou: 2 a 1. Com a vantagem, o alviverde passou a trabalhar ainda mais a bola. Nas vezes que tentava escapar, o Formosa esbarrava na defesa do Gama. Com isso, o time da casa passou tentar jogar a bola na área, com a defesa do Periquito sempre cortando.

Em um dos cortes, aos 33′, Nunes puxou o contra-ataque no círculo central e tocou para Everton avançar até a entrada da área. O camisa sete passou para Vitor Xavier chutar no contrapé de Lennon para ampliar: 3 a 1. Com o placar adverso, o Formosa foi ao ataque. Aos 37′, Bruno Costa cabeceou e Calaça pegou. No abafa, o Tsunami até tentou diminuir a desvantagem, mas a defesa alviverde não permitiu. Final: Gama 3 x 1 Formosa.

O que vem por aí

Agora, Gama e Formosa voltam a se encontrar no próximo domingo (23/8), às 16h, no estádio Bezerrão. Por ter feito uma melhor campanha na primeira fase, o alviverde tem o direito por jogar pela igualdade na soma dos resultados. Com isso, um empate basta para ir à final. Para o Tsunami do Cerrado, somente uma vitória por três gols de diferença colocará o time na primeira decisão de Candangão da sua história.

Formosa
Lennon; Andrezinho (Caio Carioca), Bruno Costa, Mário Paiva (Élton) e Rafinha; Éverton Cézar, Zé Wilson e Marcos Paullo (Maiqui); Michael Paulista (Raí), Cardoso e Mário Neto (Wesley Brasília). Técnico: Heli Carlos

Gama
Calaça; Amaral, Emerson, Gustavo e Peu; Wallace, Andrei Alba (Filipe Werley) e Esquerdinha (Norton); David Souza (Vitor Xavier), Everton (Malaquias) e Nunes. Técnico: Vilson Tadei

O post Gama vence Formosa, aumenta vantagem e vê final do Candangão mais perto apareceu primeiro em Distrito do Esporte.

Fonte: distritodoesporte.com
Author: Danilo Queiroz

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Facebook

Idiomas: