Lei do ex funciona, Brasiliense vence Gama e toma a liderança do grupo A6


Por Daniel David

Na base da lei do ex, a única que nunca falha no Brasil, o Brasiliense tomou a liderança do Grupo A6 da Série D Campeonato Brasileiro do rival Gama. Na tarde deste sábado (21/11), os dois times se encontraram no estádio Serejão para o clássico verde-amarelo de número 64 na história. Melhor para a equipe amarela, que contou com o brilho de dois atletas que iniciaram a temporada vestindo a camisa alviverde e venceu por 3 a 0.

No primeiro tempo, foi o Jacaré quem mais ameaçou a meta adversária. Nisso, o time do técnico Edson Souza foi beneficiado com dois gols, marcados por Jefferson Maranhão e Luquinhas em um espaço de menos de três minutos. Na segunda etapa, o Brasiliense utilizou bem a vantagem construída, voltou a balançar às redes com o atacante Zé Love, e garantiu a bola vitória sobre o Gama.

A partida começou bastante equilibrada. Com poucas jogadas agudas, o jogo ficou mais preso no meio de campo, sem que as equipes conseguissem encontrar espaços. Aos 15 minutos, o Brasiliense começou a ameaçar mais o gol do Gama, com algumas chegadas pelas laterais e com uma cabeçada de Zé Love, por cima do gol, aos 18’. Aos 20’, foi a vez bola aérea achar Peu achar Balotelli, mas a finalização foi para fora.

Brasiliense faz dois na base da lei do ex

Com 23’, Gabriel saiu mal e deu a bola nos pés de Jefferson Maranhão. O atacante passou para Luquinhas, que finalizou nas mãos de Calaça. O Gama respondeu no minuto seguinte. Desta vez, quem saiu errado foi o Jacaré, mas, quando Nunes tentou a finalização para o gol de Fernando Henrique, a arbitragem assinalou impedimento do camisa nove do time alviverde.

Aos 32’, após uma saída estabanada do goleiro Calaça, a bola sobrou para Júlio Lima, que recebeu amarelo após fazer falta para impedir que o Brasiliense finalizasse para o gol praticamente sem goleiro. Na cobrança, o lateral-esquerdo Peu, mais um ex-gamense do Jacaré, acabou finalizando na barreira.

Aos 33,’ em uma jogada que começou no tiro de meta de Fernando Henrique, Zé Love desviou de cabeça no meio de campo, a defesa do Gama cochilou e Jefferson Maranhão finalizou bem e abriu o placar para o Jacaré. Mal deu tempo de respirar e, aos 35, Luquinhas fez um belo gol de sem pulo, após cruzamento perfeito de Diogo, e fez a lei do ex atacar novamente no Serejão.

Zé Love fecha o placar

O segundo tempo começou com Brasiliense chegando ao ataque antes do primeiro minuto, mas o cruzamento de Jefferson Maranhão parou nas mãos de Calaça. Aos 3’, Peu mandou de longe e assustou novamente o goleiro alviverde. O Gama tentou diminuir aos 6’. Após bom cruzamento de Julio Lima, Nunes demorou para finalizar e a bola desviou zaga do Brasiliense, indo para escanteio. Antes, o time alviverde pediu pênalti em Esquerdinha, mas a arbitragem mandou seguir.

Aos 8’, o Brasiliense deu o golpe de misericórdia no rival. O meio-campista Zotti cruzou para o meio da área na cabeça de Zé Love, que deslocou para às redes e ampliou a vantagem amarela. Gol que definiria o placar no Serejão. Aos 16’, o alviverde voltou a chegar com perigo. Andrei Alba finalizou para bela defesa de Fernando Henrique. Na sequência, a zaga abafou e tirou para escanteio.

Na cobrança, Andrei Alba bateu direto para o gol e Fernando Henrique fez outra ótima defesa. Aos 19’, o Gama tentou mudar a cara do jogo, com as entradas de Michel Platini e Romário, mas as substituições não surtiram efeito. Aos 27, Platini até tentou finalizar cruzamento de voleio, mas o chute saiu fraco para defesa, sem dificuldade, de Fernando Henrique.

Depois disso, o jogo passou a ter menos emoções ofensivas. Com o Gama encontrando dificuldades para infiltrar na defesa adversária, o Brasiliense se mostrou bastante satisfeito com a vantagem construída e apenas administrou o placar até o fim. Porém, aos 48’ no último lance do jogo, o Jacaré quase ampliou o placar com Romarinho, mas Calaça fez uma ótima defesa.

Retrospecto do clássico verde-amarelo

Antes da partida, Brasiliense e Gama chegaram empatados no retrospecto geral do clássico verde-amarelo. Em 63 partidas, eram 21 vitórias do alviverde, outras 21 do time amarelo e 21 empates. Com o triunfo no jogo 64 entre os rivais, o Jacaré assumiu a frente. Em 2020, porém, a vantagem segue sendo do Periquito, que ganhou três e perdeu outros dois encontros dos cinco da temporada.

BRASILIENSE 3
Fernando Henrique; Diogo, Breno Calixto, Keynan e Peu; Bruno Lima, Wagner Balotelli e Zotti; Jefferson Maranhão, Luquinhas e Zé Love.

GAMA 0
Rodrigo Calaça; Gabriel, Gustavo, Emerson e Júlio Lima; Wallace, Andrei Alba e Esquerdinha; Everton, David Souza e Nunes. Técnico: Vilson Tadei

O post Lei do ex funciona, Brasiliense vence Gama e toma a liderança do grupo A6 apareceu primeiro em Distrito do Esporte.

Fonte: distritodoesporte.com
Author: Distrito do Esporte

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Facebook

Idiomas: