Na estreia da Série D, Brasiliense tropeça em casa contra o Goianésia


O Brasiliense iniciou a Série D do Campeonato Brasileiro com um empate. Na partida de abertura do grupo A5 da competição nacional, o Jacaré recebeu o Goianésia, no estádio Defelê, na Vila Planalto. Com algumas modificações em relação aos últimos jogos, o time amarelo fez uma partida de troca de oportunidades com os goianos. Com isso, o placar acabou ficando na igualdade de 1 x 1.

Durante os 90 minutos de partida, os times tiveram boas oportunidades de marcar. O Goianésia iniciou em uma pressão, mas quem marcou no primeiro tempo foi o Brasiliense com Zé Love. Na etapa final, o Jacaré não aproveitou as jogadas criadas para ampliar – inclusive uma bola no travessão nos acréscimos – e viu o time goiano encontrar o gol de empate em uma bola parada.

Zé Love põe o Jacaré na frente

Em diversos momentos, o encontro entre os times candango e goiano foi bastante aberto, com boas chances para os dois lados. Aos 12 minutos, Wanderson Lima avançou pela direita em velocidade e bateu cruzado, mas ninguém do Goianésia desviou. Três minutos depois, Dudu arriscou de longe, mas mandou longe da meta amarela. No minuto seguinte, Kally tentou da mesma forma e também errou o alvo.

Após as tentativas do Goianésia, foi a vez do Brasiliense apertar. Aos 18, Maicon Assis rolou para Zotti chutar forte no cantinho. Arthur desviou e a bola chegou a bater na trave. Na sobra, Aldo parou no camisa 1. Na sequência, a partida acabou perdendo ritmo, mas, aos 36, Zé Love abriu o placar. Kallyl recuou mal e o artilheiro do amor roubou a bola, passou da marcação e bateu na saída do arqueiro goiano.

Aos 42, o time azul respondeu. Raphael Soares bateu cruzado e Edmar Sucuri deu rebote. Na sobra, Preto Costa apareceu na hora H para livrar o Jacaré do empate. Aos 46, Zé Love passou para Jorge Henrique cruzar. Maicon Assis pulou, mas não alcançou. Dois minutos depois, Victor Rangel passou pela marcação e bateu com força, mas no meio do gol. Artur pegou sem grandes dificuldades.

Gol de empate sai da bola parada

A segunda etapa começou na mesma temperatura. Antes dos cinco minutos, cada time teve uma boa chance. Primeiro, Zé Love bateu no canto, mas Artur encaixou. Na sequência da jogada, Wellington saiu de frente para Edmar Sucuri. Porém, ele bateu por cima da meta. Após a emoção inicial, o ritmo do jogo caiu por causa das faltas duras protagonizadas pelas duas equipes.

As boas chances voltaram somente aos 26 minutos. Carlos Eduardo bateu de fora da área, mas no meio do gol. Dois minutos depois, Dudu tentou em cobrança de falta e também errou. Na insistência das bolas paradas, Renato bateu firme bola rolada para ele e venceu Sucuri: 1 x 1. Recém-colocado no jogo, Peninha teve chances aos 34 e aos 38, mas acabou parando no goleiro Artur.

Buscando o gol necessário para não tropeçar como mandante, o Brasiliense seguiu em cima. Aos 45, a bola não entrou por pouco. Primeiro, Tobinha aproveitou sobre de bola, mas não conseguiu imprimir força na finalização em cima de Artur. Na sequência, Peninha fez boa jogada individual, passou pelos marcadores, mas acabou acertando o travessão do Goianésia. A chance foi a última de mudança no placar: 1 x 1.

BRASILIENSE 1
Edmar Sucuri; Aldo, Badhuga 🟨, Preto Costa (Gustavo Henrique) e Mário Henrique; Milton Júnior 🟨, Zotti, Maicon Assis (didira) e Jorge Henrique (Carlos Eduardo); Victor Rangel 🟨 (Peninha) e Zé Love ⚽🟨 (Tobinha). Técnico: Vilson Tadei

GOIANÉSIA 1
Artur 🟨; Wanderson Lima (Tiburcio), Aleff (Luizão), Anderson Sobral e Raphael Soares (Flávio); Dudu, Renato ⚽ e Marcos Paulo; Wellington (Da Silva), Ygor e Kallyl (Zé Victor 🟨). Técnico: Ariel Mamede

O post Na estreia da Série D, Brasiliense tropeça em casa contra o Goianésia apareceu primeiro em Distrito do Esporte.

Fonte: distritodoesporte.com
Author: Distrito do Esporte

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Idiomas: