Nos pênaltis, Gama se consagra campeão do Candangão pela 13ª vez


Os amantes de futebol de Brasília pararam para ver quem iria ser o grande campeão do Candangão 2020, que coroou as grandes campanhas de Gama e Brasiliense. Essa foi a sétima vez que as equipes disputaram o título estadual. E foi o Periquito quem levou mais um, depois de uma emociante disputa de pênaltis. 

Mesmo com a desvantagem de dois gols, aberto no jogo de ida, e a sua invencibilidade de dois anos quebrada, o alviverde candango começou o jogo com garra, querendo reverter o placar, enquanto o Jacaré mantinha a bola em seu campo de defesa e via o tempo passar.

Com ofensividade, o Gama chegava pela direita com Everton, pelo meio com Wallace, mas a ansiedade e o goleiro Fernando Henrique impediram o Periquito de abrir o placar no primeiro tempo. As chances do Brasiliense eram poucas e derivadas de contra-ataques pouco perigosos. 

Os pequenos erros cometidos pelo time da casa foram precisamente corrigidos no intervalo. Logo no terceiro minuto do segundo tempo, Nunes recebeu um cruzamento de Wallace e chutou a bola para o fundo do gol, mas o bandeirinha marcou o impedimento, levantando a moral do time. 

Oito minutos depois, aos 11´, David Souza tentou uma jogada diferente para surpreender o adversário. De fora da área, chutou em direção ao lado direito do gol, mas a bola foi desviada por Everton e entrou no lado esquerdo do goleiro, abrindo o placar para o Gama. 

Mesmo com o primeiro gol sofrido, o Brasiliense não conseguiu tomar uma posição ofensiva. Em um feio bate bola dentro da área, aos 33´, Platine foi derrubado e o juiz marca o pênalti a favor do Periquito. Nunes fez Fernando Henrique dançar. Goleiro para um lado, bola para o outro e o segundo gol do Gama no placar.

Gama ainda teve uma chance de acabar a partida no tempo regular. No último lance do segundo tempo, Rambo tentou um chute perto da área, mas a bola acertou o canto que a coruja dorme, fazendo o goleiro Fernando Henrique desabar de alivio pelo erro. 

Mas uma decisão de um campeonato como o Candangão, não poderia terminar mais emocionante do que em uma decisão de pênaltis entre as duas equipes mais bem ranqueadas na tabela de classificação. 

O Brasiliense começou a decisão com êxito de Zé Love e Douglas, enquanto o Gama também não errou com Platine e Norton (2×2). Na terceira cobrança, Rodrigo chutou para fora no lado esquerdo, o que deixou Peu mais tranquilo para marcar (3×2). 

Aldo e Malaquias marcaram para seus times na quarta rodada, deixando o Gama ainda com a vantagem (4×3). Na quinta, Sandy tinha de marcar para o tão sonhado titulo fosse para o Jacaré, porém, com uma bola no canto esquerdo do gol, o goleiro Calaça brilha defendendo e fazendo o torcedor alviverde candango soltar o grito de campeão. 

Essa é a décima terceira vez que o Gama é campeão em vinte e uma oportunidades. Já para o Brasiliense, fica um gostinho amargo da sexta derrota em uma final de Candangão. 

Ficha Técnica 
Candangão – Final – Segundo jogo
Gama 2 (4)×(3)0 Brasiliense
29/08/2020 – Estádio Bezerrão – Gama-DF

Árbitro central: Sávio Sampaio
Assistente 1: Daniel Henrique
Assistente 2: José Reinaldo Nascimento Junior
Quarto Árbitro: Luiz Paulo Aniceto

Cartões Amarelos: Esquerdinha, Márcio Fernandes, Romarinho e Douglas (Brasiliense); Emerson, Nunes, Gustavo e Malaquias (Gama).

Cartões Vermelhos: Esquerdinha (Brasiliense).

Gols: 11´ Everton e, 33´ Nunes(2° tempo).

Brasiliense 
Fernando Henrique; Bruno Lima, Badhuga, Rodrigo, Aldo, Fernandinho (Railan), Esquerdinha, Peninha (Fabinho), Marcos Aurélio (Douglas); Romarinho (Fabinho) e Zé Love. 
Treinador: Márcio Fernandes.

Gama
Calaça; David Souza (Rambo), Gustavo, Emerson e Peu; Wallace, Andrei Alva (Filipe), Esquerdinha(Platine) e Vitor Xavier (Norton); Everton (Malaquias)e Nunes.
Treinador: Vilson Taddei.

Fonte: esportesbrasilia
Author: Vitor Bueno

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Facebook

Idiomas: