Perto de completar 21 anos, Brasiliense quer fazer novamente história no futebol nacional


Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Fundado em 2000, o Brasiliense quer marcar época nesta edição da Copa do Brasil. Entrando na terceira fase da competição nacional, após ser campeão da Copa Verde 2020, o time do ex-senador Luís Estevão quer repetir a façanha de 2002, quando chegou ao vice-campeonato da Copa do Brasil, após disputar o título com o Corinthians.

Contando com uma campanha invejável no Candangão, com 13 vitórias consecutivas e tendo o artilheiro da competição – o experiente Zé Love, com dez gols marcados -, o time comandado pelo ex-meio campista Vilson Tadei quer buscar um ótimo desempenho frente ao Gremio, hoje comandado por Tiago Nunes.

O Brasiliense tem nas fileiras jogadores conhecidos do futebol brasileiro, caso do zagueiro Preto Costa, do volante Radamés, e dos meias Carlos Eduardo e Jorge Henrique. O grande destaque está no ataque com o experiente Zé Love. Já os jogadores que tem se destacado por serem oriundos do futebol de Brasília são o goleiro Edmar Sucuri, que ficou 758 minutos sem sofrer gols, o zagueiro Badhuga, o volante Aldo, além do atacante Luquinhas.

Fora de campo, a novidade do Brasiliense é a presença da jovem vice-presidente do clube, Luiza Estevão, filha do dono do clube. Atualmente, Luiza é uma das mais jovens dirigentes do futebol brasileiro e está presente em todos os jogos do clube, como por exemplo, nas finais da Copa Verde, quando o Brasiliense foi campeão frente ao Remo, em Belém/PA.

O Brasiliense, devidamente autorizado, trabalha na recuperação do gramado do estádio Serejão, em Taguatinga. Enquanto isso, as partidas do time de Vilson Tadei estão acontecendo no estádio Nacional Mané Garrincha. A expectativa é que o time possa sediar as partidas da final do Candangão 2021 e da terceira fase da Copa do Brasil no palco taguatinguense.

Campanhas memoráveis

Em 2002, com apenas dois anos de existência e numa campanha fantástica, onde eliminou grandes clubes brasileiros como Atlético/MG e Fluminense, contando no elenco como o goleiro Donizetti e os meio campistas Gil Baiano e Wellington Dias, o jacaré chegou às finais frente ao poderoso Corinthians, sob o comando de Péricles Chamusca.

O primeiro jogo em São Paulo, derrota do Brasiliense por 2×1. Esta partida ficou marcada na história do torcedor candango por conta da atuação do árbitro gaúcho Carlos Simon, hoje comentarista de televisão, que não teria marcado um pênalti claro para o time de Brasília. No jogo da volta, no Serejão, para um público de 32 mil torcedores, o Brasiliense abriu o placar com Wellington Dias, mas o Corinthians empatou e levou o título nacional.

Em 2007, comandado por Roberto Fernandes, o Brasiliense chegou às semifinais da Copa do Brasil e acabou sendo eliminado pelo Fluminense. Agora, o jovem clube candango está de volta à competição nacional e vai enfrentar nada menos que o Grêmio. Este será um confronto inédito entre as duas agremiações.

Fonte: esportesbrasilia
Author: Sérgio Porto

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Idiomas: