Pista de atletismo mais segura no Itapoã


Centro de atletismo foi erguido onde antes era depósito irregular de lixo e entulho | Foto: Divulgação

São apenas 100 metros de faixa que, com infraestrutura adequada, farão muita diferença na vida de atletas em treinamento no Itapoã. Em parceria com a administração regional, o GDF Presente, programa do Governo do Distrito Federal (GDF), já providenciou 80 dos 200 meios-fios que estão sendo instalados para proteger a pista de corrida da região. Por lá já passaram diversos competidores de atletismo com premiações sul-americanas.

200 meios-fios
foram doados pela Novacap

O centro de atletismo, localizado entre o Paranoá e o Itapoã, existe há cerca de sete anos e foi construído em uma área onde lixo e entulho eram descartados irregularmente. Com a ajuda do GDF, a pista de 400 metros foi asfaltada e a grama plantada em volta. Os meninos e meninas treinados pelo professor de educação física Gilvan Ferreira dos Santos, de 56 anos, morador da região, precisavam de uma faixa de pó de brita para tiros de 100 metros e 75 metros.

“A pista de velocidade é uma grande conquista para os atletas que buscam desempenho, velocidade e alto rendimento. Sabemos da importância de atender a essa demanda, pois temos campeões de marcha atlética que treinam naquele espaço e temos certeza de que muitos talentos ainda sairão de lá”, aposta o administrador do Itapoã, Marcus Cotrim.

Estrutura de meios-fios vai conter pó de brita concentrado na pista | Foto: Divulgação

Os 200 meios-fios foram cedidos pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e transportados por equipes do GDF Presente à medida que o material é produzido e liberado. A instalação, com 100 peças de cada lado da pista, já começou.

Leia também

Parceria para melhorar a vida em áreas rurais

GDF Presente entra no combate à dengue

Em 48 horas, 160 toneladas de entulho recolhidas

Gilvan está empolgado com a resposta positiva dada a uma demanda antiga dele e dos atletas, que periodicamente se preparam para competições. O treinador explica que a pista de 100 metros não pode ser asfaltada para se adequar às sapatilhas usadas pelos corredores para treinamento, e que os meios-fios farão com que o pó de brita permaneça no trecho.

“Faz muito tempo que estamos pedindo essas melhorias e, finalmente, estamos sendo atendidos”, comemora.

Fonte: agenciabrasilia / esporte.df.gov.br
Author: Hédio Ferreira Júnior, da Agência Brasília | Edição: Fábio Góis

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Facebook

Idiomas: