Quem não faz, leva: Capital domina boa parte da partida, perde caminhão de gols e é eliminado pelo Real Brasília


Por Lucas Espíndola 

Na tarde deste domingo (16/08), Real Brasília e Capital duelaram no estádio Defelê, na Vila Planalto. O confronto foi válido pelo jogo de volta das quartas de final do Campeonato Candango. Quem se deu melhor foi o Real Brasília, depois de vencer o adversário por 1 a 0. Na primeira partida, realizada no Estádio Nacional Mané Garrincha, o placar foi 1 a 1. O Leão do Planalto tinha a vantagem de dois resultados iguais.

O primeiro tempo foi digno de decisão. Com boas oportunidades para as duas equipes, os primeiros 45 minutos foram recheados de finalizações e com o Capital um pouco mais superior, buscando mais o jogo. O segundo tempo foi bem movimentado, com a Coruja perdendo diversos gols, assim como o Real Brasília. No final das contas gol saiu depois de um pênalti marcado para o time da casa.

Primeiro tempo quente e cheio de chances

A primeira etapa começou quente, com boas chances para as equipes, não só pelo sol que estalava e judiava quem estava em campo no estádio Defelê. Quem chegou com perigo primeiro foi o Capital. Após contra ataque fulminante, Robert rolou a redonda para Américo, que limpou o zagueiro e bateu para o gol. O arqueiro do Real Brasília defendeu sem dificuldade. No lance seguinte, o time da casa arriscou de fora da área, mas a bola passou por cima do gol de Michael.

O jogo estava eletrizante e, aos quatro minutos, mais uma chegada perigosa do Coruja. O atacante Américo recebeu bela enfiada de bola, invadiu a área e ficou cara a cara com o goleiro Artur, mas o camisa número 11 bateu em cima do arqueiro aurianil. Em seguida, a bola bateu no braço do defensor do Real Brasília. Porém, o juiz não marcou pênalti, gerando muita reclamação dos jogadores do Capital.

Aos 10 minutos, o time da casa tentou novamente de fora da área. O artilheiro do campeonato, Gilvan, bateu de perna esquerda da entrada da grande área e o goleiro Michael espalmou para a linha de fundo. Cinco minutos depois, o Capital tentou mais uma vez abrir o placar. O lateral Romário arriscou de longe, a bola passou ao lado esquerdo da meta adversária. Nessa altura da partida, o time visitante jogava melhor, se projetando mais ao ataque.

O Real Brasília finalizava bastante de longe e, aos 30 minutos, chegou mais uma vez com perigo. Davi Ceará driblou o zagueiro e bateu da meia lua da grande área. A redonda desviou na zaga e foi para fora. A partir daí, o jogo ficou pegado, com muitas faltas e sem grandes chances para as duas equipes. Apesar do final dos primeiros 45 minutos terem sido de poucas finalizações, os dois times buscavam o bastante o ataque.

Capital perde caminhão de gols e Real Brasília classificado

O segundo tempo iniciou da mesma forma que a primeira etapa terminou: truncado e sem grandes chances nos primeiros 10 minutos para os dois times. Aos 12 minutos, o Real Brasília perdeu uma oportunidade clara de gol. Após cruzamento do lado direito do campo de ataque, Chico, sozinho na área, desviou para o gol, mas a bola saiu ao lado direito do gol de Michael. O jogo começou a ficar movimentado a partir desse lance.

Aos 18 minutos, quase o Capital abre o placar. Depois da bola ser lançada dentro da área, o lateral Romário cabeceou firme para o gol, vendo a bola explodir na trave. Na sequência, Wellington recuperou a redonda, driblou o marcador e chutou forte e sem direção, com ela saindo pela lateral. Aos 21 minutos, o atacante perdeu outra oportunidade. O camisa 19 recebeu sozinho dentro da área, dominou e bateu para a meta do goleiro Artur. A redonda passou por cima do gol.

Aos 27 minutos, Romário quase surpreendeu o goleiro adversário. O lateral cruzou para a área, a bola foi diretamente para o gol e quase encobriu o arqueiro aurianil. Precisando do resultado positivo para se classificar, o Capital chegava com muito perigo. Aos 29 minutos, Wellington cruzou, a zaga do Real Brasília jogou a redonda para a própria meta, e o goleiro Artur precisou fazer bela defesa.

Aos 35 minutos o Real Brasília teve um pênalti a seu favor, após o lateral Gedeílson ser derrubado dentro da área. O camisa número 15, Gabriel, bateu com perfeição, deslocando o goleiro Michael. Com a vantagem no placar, o time da casa recuou e jogou no contra ataque. Já o Capital se lançou ao ataque, tentando buscar a virada, mas não conseguiu marcar. Após o apito final, os jogadores do Real Brasília fizeram muita festa.

O que vem por aí

Com o resultado conquistado na tarde deste domingo, o Real Brasília se classifica para a semifinal do Campeonato Candango e irá enfrentar a equipe do Brasiliense, que mais cedo eliminou o Luziânia. A partida provavelmente acontecerá na quarta-feira, dia 19 de agosto, no estádio do Defelê. O primeiro confronto será com mando de campo do Leão do Planalto, já que o Jacaré teve melhor campanha e joga por dois resultados iguais.

Real Brasília 1
Artur; Gedeilson, Allef Nunes, Márcio, Tiago Ulisses; Léo Campos, Mateus (Chico), Geovane, Gabriel; Davi Ceará (Wellington Sabão) e Gilvan (Ayrton).
Técnico: Ariel Mamede

Capital 0
Michael; Everton Pereira (Jair), Pedrão, Guilherme, Werick; Romário, Maicon (Leonardo), Rodriguinho, Robert; Américo e Bádio (Wellington).
Técnico: Marquinhos Carioca

O post Quem não faz, leva: Capital domina boa parte da partida, perde caminhão de gols e é eliminado pelo Real Brasília apareceu primeiro em .

Fonte: distritodoesporte.com
Author: Lucas Espíndola

Powered by WPeMatico