Real Brasília faz primeiro gol do Candangão 2021, mas toma virada do Ceilândia e perde a primeira


Foto: Alan Rones/Ceilândia Esporte Clube

Senhoras e senhores, a espera para o melhor Candangão da história terminou. Real Brasília e Ceilândia fizeram o jogo de abertura da competição. Melhor para o Gato Preto, que busca apagar a temporada passada, que já começou com o pé direito. No estádio Defelê, na Vila Planalto, a vitória por 2×1 já dá um alívio ao torcedor, que começou a temporada como uma incógnita.

A tarde não era das melhores, o céu mostrava um presságio de que fortes chuvas poderiam atrapalhar o andamento do jogo. E, assim, sob um templo nublado, foi que o Ceilândia mostrou que fortaleceu bastante o seu setor defensivo, que levou 26 gols na temporada passada.

Primeiro Tempo

O jogo começou bem movimentado, com as duas equipes buscando o gol desde o início e o Real Brasília tomou a iniciativa logo cedo. Foram os donos da casa que colocaram a bola nas redes pela primeira vez no torneio. Logo aos sete minutos, Erik abriu o placar, após dividida de bola com Andrezinho, lateral do Gato Preto. Maicon não conseguiu fazer a defesa e o estranho gol levantou a torcida do Leão.

O Real Brasília, com Erik, marcou o primeiro gol do Candangão. Foto: Alan Rones/Ceilândia Esporte Clube

Com muito mais posse de bola e chances, o Real era quem ditava e comandava as melhores oportunidades do jogo, enquanto o Ceilândia encontrava dificuldades para cavar uma chance de anotar o empate.

O Gato Preto só teve a primeira chance aos 40 minutos do primeiro tempo. Wisman cobrou falta muito bem, mas Douglas Pires espalmou e tirou o perigo da meta. Era um ensaio do que estava para acontecer. Antes de o árbitro Rodrigo Raposo apitar pela última vez, o Ceilândia já havia pulado a frente do placar.

Primeiro, aos 44′, após cruzamento de escanteio, Mirandinha aproveitou confusão na área e chutou para o fundo do gol. Aos 49′, o Gato Preto teve um pênalti a seu favor. O mesmo atacante que colocou a igualdade no placar fez boa jogada e foi derrubado por Douglas Pires. William bateu e colocou seu time na vantagem.

Willian, do Ceilândia, deslocou Douglas Pires e virou o jogo. Foto: Alan Rones/Ceilândia Esporte Clube

Vale ressaltar que Maicon, em chute de Gustavo Henrique, e o travessão, na cobrança do escanteio, impediram que o Real Brasília seguisse vencendo a partida.

Ferrolho defensivo funciona e o Ceilândia vence a primeira

Adelson de Almeida aproveitou o intervalo para arrumar a parte de trás de sua equipe. Com uma estratégia baseada em manter o resultado positivo, o Ceilândia conseguiu parar todos os ataques do Real Brasília, mesmo com um volume de jogo muito menor. A briga passou a ser muito mais disputada no meio do campo.

Dessa maneira, a melhor chance de marcar foi do Leão do Planalto, e somente aos 38 minutos do segundo tempo. Pedrinho fez boa jogada no meio e, da entrada da área, chutou forte para o gol. Maicon, iluminado no jogo de hoje, fez boa defesa e impediu o empate.

Assim, o Ceilândia, em 2021, o clube colocou os três primeiros pontos na tabela. No ano passado, essa mesma quantidade só foi alcançada na quinta rodada.

O próximo jogo dos vencedores será contra o Gama, que perdeu para o Capital também na tarde de hoje. Já o Real Brasília, encontrará a equipe vencedor do duelo contra o Periquito. A bola rola, nas duas oportunidades, na próxima sexta, 26, às 15h30.

Ficha Técnica
Candangão 2021 – Primeira Rodada
REAL BRASÍLIA 1×2 CEILÂNDIA

20/02/2021, SÁBADO, 15h – ESTÁDIO DEFELÊ, VILA PLANALTO-DF

Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (AB/DF)
Assistente 1: Laila Naiara Moreira da Cruz (FIFA/DF)
Assistente 2: Lucas Costa Modesto (CD/DF)
Quarto Árbitro: Jonas Junio da Silva Abreu (FD/DF)

Cartões Amarelos: Lídio (Real Brasília) Werick, Nataliel, Clecio e Wallace (Ceilândia)
Cartões Vermelhos: Não teve.

Gols: Erik, aos sete minutos do primeiro tempo (Real Brasília)
Mirandinha, aos 44, e Willian, aos 48 minutos do primeiro tempo (Ceilândia)

REAL BRASÍLIA
Douglas Pires; Gabriel, Lídio, Wallace e Gleissinho; David Manteiga, Gustavo Henrique (Carlos Henrique) e Marquinhos (Fellipe) ; Erik Gabriel (Pedro Henrique), Moisés (Matheus) e Gilvan.
Técnico: Adelson de Almeida.

CEILÂNDIA
Maicon; Andrezinho, Werick, Medeiros e Buchecha; Liel, Klecio, Willian (Vitor Mariano) e Mirandinha (Igor Pato); Wisman (Denis) e Alysson (Edson).

Fonte: esportesbrasilia
Author: Gabriel Lima

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Idiomas: