Ressonância magnética aponta edema leve no tornozelo direito de Jade Barbosa

Estadão Conteúdo

“Jade Barbosa sofreu um edema leve ocasionado por um movimento comum na ginástica artística”, afirmou Roberto Nahon, médico-chefe do Comitê Olímpico do Brasil, em nota oficial

Após abandonar a final do individual geral da ginástica artística feminina, nesta quinta-feira, a brasileira Jade Barbosa foi diagnosticada com um edema leve no tornozelo direito. Encaminhada para a Policlínica da Vila Olímpica, a ginasta passou por uma ressonância magnética, que constatou o trauma causado por estresse ósseo.




Confira o tempo real dos Jogos do Rio 2016

Jade Barbosa deixou o ginásio na cadeira de rodas

Foto: Twitter/Reprodução

“Jade Barbosa sofreu um edema leve ocasionado por um movimento comum na ginástica artística. Realizamos todos os exames, que não evidenciaram fratura. A atleta está bem e seguirá tratando no departamento médico do Time Brasil. A fase inflamatória dura poucos dias e ela será avaliada no período”, afirmou Roberto Nahon, médico-chefe do Comitê Olímpico do Brasil, em nota oficial.




A ginasta do Brasil recebeu o primeiro atendimento na Arena Olímpica do Rio pelo médico Breno Schor depois de ter deixado a área de competição de cadeira de rodas. Jade Barbosa sentiu muitas dores no tornozelo após o primeiro salto e teve de interromper sua apresentação no solo. Antes disso, ela havia feito a sua série na trave. O choro marcou a sua despedida dos Jogos Olímpicos do Rio.

Exame aponta melhora, mas atacante Cristiane desfalca Brasil nas quartas

Fora das finais por aparelhos, Jade Barbosa não disputaria outras provas nos próximos dias. A brasileira, que ficou em 10.º lugar no individual geral nos Jogos de Pequim-2008 – a melhor colocação do País até hoje -, deve disputar mais um ciclo olímpico ao lado de Rebeca Andrade e Flávia Saraiva e marcar presença na Olimpíada de Tóquio, em 2020.

Fonte: esporte.ig.com.br
Author: