Salários atrasados, mas com 100% na série D. Qual o segredo do Gama?


O futebol não é uma ciência exata e é isso que o torna tão apaixonante e não se explica um determinado comportamento de um elenco de futebol. O caso específico é do Gama, do Distrito Federal. O time do técnico Vilson Tadei está com 100% de aproveitamento na série D do brasileiro, vem da conquista do bi-campeonato candango em cima do arquirrival Brasiliense, tudo isso apesar do elenco estar com salários atrasados.

O presidente do clube, Weber Magalhães, em entrevista ao Portal Futebol Interior, explica o que acontece com o elenco gamense que, apesar de todas as dificuldades, continua firme e vencendo partidas: “Estamos praticamente a dois anos com o mesmo elenco formado por atletas altamente profissionais, que estão unidos e com o objetivo de crescimento de todos. Sabemos da necessidade e das dificuldades que eles passam por questões de salários atrasados. Hoje temos em torno de oito meses de salários atrasados com o elenco, ainda não quitamos a premiação da conquista do Candangão 2020. Apesar de tudo isso, os atletas continuam trabalhando dentro de campo a busca por conquistas e isso se deve ao profissionalismo deles, da união do elenco, comissão técnica e diretoria”, disse o presidente gamense.

Sobre como tem conseguido driblar as dificuldades do elenco com relação à salários, Weber explica. “Não sou empresário, sou funcionário público. Muitas vezes, tiro dinheiro do meu próprio bolso para ajudar em uma determinada situação. Eu, o Arilson e Paulo Araújo estamos sempre juntos dos atletas e comissão técnica tentando resolver os problemas de imediato. Nossa união de atletas, comissão técnica e diretoria tem sido fundamental neste momento. Hoje temos um grupo que está com 100% de desempenho na série D, pois é formado por excelentes jogadores, acima de tudo muito profissionais. É um grupo de guerreiros que estão unidos por mais de dois anos.”, disse Weber Magalhães.

Sobre a perspectiva de quitação salarial do elenco gamense, Weber Magalhães, que esteve na Espanha, disse que essa dificuldade não é só do Gama. “Esta pandemia veio piorar ainda mais esta situação. Tivemos uma reunião ontem e temos um horizonte de que no dia 10 de outubro vamos sanar grande parte das pendências financeiras do elenco. Tínhamos a expectativa de um aporte financeiro vindo do exterior e parece que as coisas começam a fluir. Não fizemos redução salarial de nenhum atleta”, disse o presidente do Gama.

Tem sido muito comentado nos meios esportivos de Brasília que aqueles atletas que saem do Gama e vão para o arquirrival Brasiliense acabam não tendo um bom desempenho. Já o caminho contrário, atletas que saem do Brasiliense e vão para o Gama, tem o desempenho dentro de campo potencializado. Weber comentou que “temos hoje no elenco do Gama Michel Platini, Nunes, o lateral direito Gabriel que estão realizando grandes partidas aqui. O zagueiro Wallace tem se destacado muito agora como volante. Creio que o ambiente saudável que temos no Gama, o ótimo relacionamento entre os atletas, comissão e diretoria e o apoio de nossa grande torcida possa ser um dos motivos do sucesso deste grupo do Gama”, disse Weber Magalhães.

O Gama volta a campo neste sábado, a partir das 16 horas, no Bezerrão, diante do Caldense, pela quarta rodada do grupo A6 da série D do Brasileirão. O técnico Vilson Tadei deve estar de volta ao comando do time após se recuperar da Covid-19.

Fonte: esportesbrasilia
Author: Sérgio Porto

Powered by WPeMatico

ESTÁDIO NACIONAL MANÉ GARRICHA

O Portal do estadiomanegarrincha.com.br é um portal independente, que reúne informações sobre notícias do esporte, jogos e eventos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

Siga-me no Twitter

Facebook

Idiomas: